Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Usamos PET reciclado nos nossos sapatos e tá tudo bem

Seta Fina Esquerda ícone Seta Fina Direita ícone
Usamos PET reciclado nos nossos sapatos e tá tudo bem

Já passamos do dia da sobrecarga do planeta , que veio mais cedo que nunca, mas nem tudo está perdido. Nesse ano de 2018 a campanha do Julho Sem Plástico virou assunto, tem leis banindo canudinhos e sacolas plásticas e temos visto várias ações que mostram que sim, tem como pensar num mundo com menos lixo. E junto com isso, as pessoas começaram a pensar mais e questionar o uso desse material como descartável.

Um dos debates mais interessantes que vimos é o do Modefica, que questiona como ninguém muitas verdades absolutas. Então, vamos logo ao ponto: é verdade que PET reciclado não é uma solução sustentável pra moda?

Antes de mais nada, vamos falar sobre responsabilidade. Tem a responsabilidade estendida, que é da empresa. Isso significa que quando fazemos e vendemos algo, isso é problema nosso pra sempre. Basicamente, “tu te tornas eternamente responsável por aquilo que produz" - ainda mais se for plástico.

Quando esse produto é comprado, vira responsabilidade do consumidor também. Isso é responsabilidade compartilhada. Os nossos sapatos não vão parar em aterros sanitários se depender de nós (e “nós” inclui você e a Insecta).

Temos um projeto de fechamento de ciclo, onde você devolve o sapato usado e nós transformamos em componentes para sapatos novos. Então, independente da composição do tecido (que pode ser 100% PET ou PET + algodão reciclado), ele vira recheio de palmilhas. E vira muitas vezes sem problemas. Sem aterro, sem plástico indo parar onde não deve.

Quando o problema é microplástico, vale lembrar que essa é uma questão muito mais ligada a roupas, que são lavadas constantemente e soltam esses resíduos no enxágue. Sapatos nem devem ser lavados em máquina ou ficar de molho, né? Aconselhamos limpar os nossos com um pano úmido ou escova macia. A sujeira sai, mas os microplásticos não.

E agora vale aquela lembrança: nós trabalhamos com materiais reaproveitados sempre que possível. Damos vida nova a materiais que já existem e que podiam virar lixo. É o caso das garrafas PET que transformamos em tecido - pra ter ideia, em quatro anos de empresa, cerca de 10.532 garrafas de plástico viraram sapatos, e muitos já voltaram para o fim de ciclo, ao invés de irem para o lixo.

Entendemos que esse sistema pode não ser perfeito. Mas como gostamos de falar, aqui na Insecta nós temos a humildade pra saber que não vamos conseguir curar o mundo, por mais que tenhamos muita vontade. Nosso objetivo é incentivar as pequenas ações pra que todo mundo saiba que pode ajudar sim, e que aos pouquinhos as mudanças acontecem.

E além de tudo isso, vale lembrar que estamos sempre pesquisando e trabalhando pra criar soluções melhores. Nada é definitivo. Sempre pode melhorar.

Quer continuar essa conversa? Tem alguma dúvida? Quer saber mais sobre como fazemos nossos sapatos? Vamos conversar. Pode ser pelas nossas redes sociais ou pelo hello@insectashoes.com

Deixe um comentário

x