Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

Um dia em Ilha Grande, no Rio de Janeiro

Seta Fina Esquerda ícone
Um dia em Ilha Grande, no Rio de Janeiro
Que me perdoem a incoerência de começar um texto já contradizendo o título, mas, se eu puder dar uma só dica sobre Ilha Grande, ela seria para não passar só um dia lá. O motivo?
Vila do Abraão Vila do Abraão
Quer mais um?
Lopes Mendes Lopes Mendes
Essa ilha, que fica a umas duas horinhas do Rio de Janeiro (contando o tempo de ônibus mais o barco para chegar lá), é um paraíso recheado de pequenas praias, extensas faixas de areia, verde - muito verde! -, cachoeiras e cantinhos bonitos até onde sua visão alcançar. Por isso, para melhor desfrutar de todas as maravilhas que tornam a ilha esse lugar encantador, o ideal seria passar alguns bons dias lá e curtir tudo com a calma que o ritmo da maré vai naturalmente impor em você. Lá no centrinho, na Vila do Abraão, você vai encontrar diversas agências de turismo que oferecem esses passeios. O que varia de uma pra outra é o valor, mas são todas dentro da mesma faixa e sempre rola pechinchar quando estiver em grandes grupos. Minha dica seria escolher o passeio que dá a volta completa e passa nas praias Caxadaço e Aventureiro (minhas preferidas), e também na mágica Lagoa Azul, um dos melhores lugares da ilhas para praticar snorkeling.
C000837-R1-18-8 Praia do Aventureiro
Como o passeio é longo - começa as 09h30 e vai até umas 17h30 -, é  importante começar o dia com um café bem reforçado, e a dica para um bom desjejum é uma boa tigela de açaí ou uma tapioca e um suco em algum dos diversos cafés e restaurantes da ilha. Também é importante levar alguns reforços refrescantes para o dia, porque a combinação sol + água vai certamente te deixar com fome. Frutas são o ideal, e você pode comprar umas bem fresquinhas nas tendas da Vila.
(sem falar que poucas coisas na vida são tão agradáveis quanto saborear uma fruta fresquinha, com essa vista, na sombra de árvores) (sem falar que poucas coisas na vida são tão agradáveis quanto saborear uma fruta fresquinha, com essa vista, na sombra de árvores)
Lá pelo final do passeio, todos os barcos param em uma praia onde é oferecido almoço, que você pode encomendar do cardápio antes de chegar lá (o próprio pessoal do passeio organiza tudo!), ou se servir no buffet. No cardápio, vão ter várias opções de friturinhas, de peixes e acompanhamentos, então dependendo das suas restrições e filosofias, é legal consultar as opções antes.
Terra à vista. Terra à vista.
Quando você retornar a Ilha, provavelmente vai estar bem acabado, então essa é a hora de dar uma descansada, para poder curtir a noite depois. Aqui, não precisa se arrumar, tirar o chinelo ou gastar muito: a melhor noite é a que rola na rua mesmo, na frente da pracinha, onde músicos tocam sons ao vivo até a meia noite. O melhor do show?  Assistir a mistura entre os locais,turistas, brasileiros e gringos todos juntos arriscando uns passinhos embriagados  ao som do melhor da música popular brasileira. Tudo isso embalado, é claro, a tradicional cerveja litrão - retornável, de preferência. :)

Comentários sobre esta postagem (2)

  • Nov 17, 2019

    Descobri dois com opções veganas. O canoas restaurante, jantei com um casal de amigos, comemos uma moqueca de banana da terra com arroz e farofa de castanha. Serve duas pessoas, preço 80 reais. Mas antes pedimos uma porção de frutas pra enganar a fome. E tem o ateliê cafeteria na orla, com opções de húmus normal, de cenoura, beterraba, tomate seco e pães artesanais veganos. Mas almocei hamburger de quinoa com pão artesanal, acompanha salada e batatas mini assadas por 39 reais, serve uma pessoa. Os dois excelentes refeições. O canoas contou ainda com música ao vivo bem gostosa

    — Leila

  • Nov 15, 2019

    Nossa legal os relatos de vocês, acompanho por vocês serem uma empresa de calçados cruelty free, mas não tinha visto nada fora isso. Sou vegana e estou em ilha grande, se vocês encontraram algum local com comida vegana gostaria de saber os nomes 🙏

    — Leila

Deixe um comentário

x