Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Um dia em Belém, Lisboa

Seta Fina Esquerda ícone
Um dia em Belém, Lisboa
Tá, primeiro acho importante explicar o que é Belém: não, não é uma cidade ou município, também não é um bairro, é uma freguesia. Não ajudou né? Bom, freguesia é menos que um distrito mas mais que um bairro. É uma região que, de grande, por vezes possui uma administração independente. São Paulo, por exemplo, não tem as subprefeituras? Pois bem, freguesias são mais ou menos isso: regiões que abrigam bairros e possuem uma administração. Belém até já foi independente de Lisboa, mas isso não vem ao caso. O que é importante saber é que está localizado no extremo oeste da cidade. Sua relevância se deu por ter sido um grande ponto de saídas de embarcações durante a expansão colonialista portuguesa. De lá saíram as três caravelas responsáveis por colonizar o Brasil: Santa Maria, Pinta e Nina. Bom, essa história já conta um pouco a do bairro, a Torre de Belém e o vento forte que vem do Tejo eram grandes instrumentos para navegação, fazendo aquele ponto ser perfeito para lançar caravelas ao mar. Em geral o bairro reforça aspectos da própria Lisboa: grandes mosteiros e igrejas que abrigam a história cristã de Portugal. Lá está localizado o Mosteiro dos Jerónimos, belíssimo com sua arquitetura renascentista-manuelista, com peso gótico. Demorou cem anos para ficar pronto e hoje abriga o Túmulo de Camões, monumento que contém (há controvérsias) os restos mortais do grande poeta clássico. Nenhum outro lugar seria tão perfeito para homenagear o poeta, que tanto celebrou o Tejo e seus corajosos navegantes. O maior atrativo da região próxima ao rio são os belos jardins, como o Jardim de Belém, do Império e o Jardim Botânico Tropical, que ainda hoje concentra espécies trazidas de regiões tropicais colonizadas pelos portugueses (boa parte brasileiras). O lugar todo, assim, relembra a história expansionista imperialista portuguesa, seus poetas, desbravadores e a estrutura que proporcionou seu sucesso. Mas tem um aspecto importante da região que não poderia ser mais português: foi lá que nasceu o original e único pastel de Belém. Para o resto de Portugal, pastel de Belém é aquele que você come na padaria na frente da estação, em Belém! Qualquer outro lugar pode te oferecer, tão somente, um pastel de nata (que é a mesma coisa, em forma e sabor). É etapa obrigatória do seu dia em Belém, eles vêm quentinhos e são maravilhosos! Uma grande dica é ir para Belém em um dia ensolarado, já que a maioria dos passeios serão a céu aberto. O percurso é tranquilo, de trem, que te deixa perto da região dos jardins e do Mosteiro. Mas uma observação importante: a Torre de Belém não fica tão perto quanto parece, não importa o que te digam!

Deixe um comentário

x