Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Tem novo editorial transpirando feminilidade no ar

Seta Fina Esquerda ícone
Tem novo editorial transpirando feminilidade no ar
 O poder feminino, sob um viés muito mais essencial e latente, é um assunto em ascensão e nos inspira sempre. E foi esse universo místico com toda sua sensibilidade que nos guiou para o desenvolvimento da nova coleção da Insecta, ganhando força com o Dia Internacional da Mulher e culminando em um editorial lindo e cheio de inspiração. 20170313_121_INSECTA FEMININO Em nosso novo editorial intitulado "Feminino" abordamos o resgate da essência da mulher, sororidade e autoconhecimento através de imagens suaves, cores lavadas e texturas leves. As fotos foram feitas de forma analógica pela Cacá Cornelsen, que também assinou nosso vídeo de relançamento da Argia, lembra? A atmosfera mística e o poder feminino primitivo são reforçados por elementos como cristais, luas, florais e texturas como veludo, presentes também nas estampas dos sapatos dessa coleção. 20170313_113_INSECTA FEMININO 20170313_103_INSECTA FEMININO O clima é intimista e retrata mulheres reais que admiramos: Paula e Milena, integrantes do Sementes Negras, Paola Alfamor, tatuadora e ilustradora, Tati Vidal, fundadora do Piña Fresh trabalham em contato direto ou indireto com projetos de empoderamento feminino. Além disso, elas são mostradas com todo potencial da sua beleza natural. Não há retoques ou tratamento nas fotos. A luz é natural e a maquiagem é opcional, feita pelas próprias modelos conforme seu gosto. 20170313_152_insecta feminino 20170313_170_INSECTA FEMININO Também criamos um manifesto para pôr em palavras as imagens do editorial: Que nossa força seja virtude, não insulto Que nossa sensibilidade nos liberte, não limite Que tenhamos cuidado - umas com as outras e com nós mesmas,  E que ser mulher não mais nos defina, mas nos emancipe. Porque ser mulher é transcender um limite físico e carregar em si um universo de contrastes. É se virar sozinha mas poder contar com a outra. é saber e é sentir. É tecer o seu próprio significado do que é ser mulher. > Confira o editorial completo clicando aqui! 

Deixe um comentário

x