Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Calce Uma Causa

Chuchu gratinado

Chuchu gratinado

Apesar de não ter sabor marcante, o chuchu não precisa ser sem graça. Basta alguns ingredientes e um tempinho livre para gratinar e deixar irresistível esse legume. O segredo é combiná-lo com ingredientes de sabor mais forte, como o cominho e o parmesão de castanha nesta receita. Esse gratinado fica bem mais leve que o tradicional, já que leva leite vegetal e parmesão de castanha, ao invés de leite e queijo de origem animal. Pode ser servido tanto no almoço quanto num jantar especial.

Você vai precisar de

Chuchu - 2 médios (600 g)

Leite de castanha de caju, amêndoas ou arroz - 2 xícaras (500 ml)

Parmesão de castanha - 1/3 xícara (35 g) - receita aqui

Farinha de trigo branca orgânica - 3 colheres de sopa (18 g)

Azeite de oliva - 2 colheres de sopa (30 ml)

Cominho em pó - 1 colher de chá (5 g)

Sal - 1 colher de chá (5 g)

Pimenta-do-reino moída - a gosto (opcional)

Como fazer

1- Descasque o chuchu e corte em cubinhos. Tempere com 1/2 colher de chá de sal, misture bem para envolver todos os pedaços. Coloque numa peneira e reserve por cerca de 30 minutos para drenar a água. Assim o gratinado não ficará aguado.

2- Enquanto espera, prepare o molho. Em uma panela aqueça o azeite e acrescente a farinha de trigo. Mexa sem parar por cerca de 3 minutos até começar a dourar.

3- Acrescente o leite vegetal e tempere com o restante do sal, cominho e pimenta-do-reino. Misture bem para dissolver todos os gruminhos de farinha.

4- Cozinhe, mexendo sem parar, até engrossar. Desligue o fogo e reserve.

5- Preaqueça o forno a 180 ºC.

6- Transfira os pedaços de chuchu para um pano de prato limpo e seco. Envolva os pedaços e pressione bem para tirar o excesso de água.

7- Coloque num refratário (24 cm x 16 cm) e espalhe até cobrir o fundo. Cubra com o molho e polvilhe com o parmesão de castanha.

8- Leve ao forno preaquecido por cerca de 40 minutos ou até dourar.

9- Retire do forno e sirva ainda quente.

Rendimento: 8 porções

Continue lendo

Crackers de fubá

Crackers de fubá

Biscoitinhos são ótimos para beliscar, perfeitos para lanchinhos entre refeições ou para serem servidos como aperitivos com pastas salgadas ou geleias em geral. Estes de fubá são salgados e temperados com páprica doce e sal. Ficam bem sequinhos e crocantes, uma delícia! A receita é bem simples e leva poucos ingredientes.

Mas nada impede de você incrementar e dar camadas extras de sabor, como salpicar sal grosso ou alguma erva desidratada sobre a massa antes de assar. Outra dica é furar os biscoitos ainda crus com um garfo, isso evita que o vapor estufe e entorte os crackers, além de deixar mais charmosos.

Você vai precisar de:

Fubá - 1 xícara (120 g) + um pouco para untar e polvilhar

Farinha de trigo (integral ou branca) - 2/3 xícara (90 g)

Água - 1/3 xícara (80 ml)

Azeite de oliva - 3 colheres de sopa (45 ml) + um pouco para untar

Páprica doce - 2 colheres de chá (6 g)

Sal - 1 colher de chá (5 g)

Fermento químico em pó - 1 colher de chá (3 g)

Como fazer:

 1- Coloque todos os ingredientes numa tigela e misture bem até obter uma bola de massa homogênea e macia que não grude. Envolva em filme plástico e leve à geladeira por cerca de 15 minutos para descansar.

2- Unte uma assadeira com azeite e polvilhe fubá, reserve.

3- Sobre uma superfície limpa e lisa polvilhe fubá. Abra a massa com um rolo até ficar bem fina, com cerca de 3 mm. Tente manter a mesma espessura da massa para evitar que alguns crackers queimem e outros fiquem moles.

4- Com uma faca corte a massa em quadradinhos com cerca 4 cm. Perfure cada um com um garfo e transfira para assadeira. Leve à geladeira por cerca de 15 minutos.

5- Preaqueça o forno a 180 ºC.

6- Retire a assadeira da geladeira e leve ao forno preaquecido por cerca de 15 minutos, ou até as bordas dourarem. Assim que retirar do forno vire os crackers e deixe esfriarem na assadeira. Não se preocupe se estiverem macios no centro, ao esfriarem vão ficar crocantes.

7- Armazene em um pote fechado em local fresco e seco para manter a crocância. Dura cerca de 1 semana.

Rendimento: 4 porções

Continue lendo

Massa de pizza com mandioca (sem glúten)

Massa de pizza com mandioca (sem glúten)

Preparar pizza em casa é muito mais fácil do que você imagina, não requer técnicas complexas e nem equipamentos especiais. A parte mais demorada é deixar a massa fermentar, mas isso não requer nenhum trabalho. Enquanto você espera já pode ir preparando a cobertura e organizando a cozinha. Essa massa é bem diferente da tradicional, a base é feita com mandioca e farinha de arroz. Fica bem fininha, sem quebrar, e com borda sequinha e crocante, uma delícia!

A cobertura fica a seu gosto, eu fiz com cogumelos shimeji puxado no azeite de oliva e alho. Para incrementar coloquei pimenta biquinho e couve mizuna, tudo temperado com sal e pimenta-do-reino.

Você vai precisar de:

Mandioca crua descascada - 250 g

Farinha de arroz - 1 xícara (140 g)

Água morna - 6 colheres de sopa (90 ml)

Óleo vegetal - 1/4 xícara (60 ml)

Polvilho doce - 2 colheres de sopa (10 g)

Linhaça - 1 colher de sopa (8 g)

Fermento biológico seco - 1/2 colher de sopa (3 g)

Açúcar demerara - 1/2 colher de chá (3 g)

Sal - 1/2 colher de chá (3 g)

Como fazer:

 1- Corte a mandioca em pedaços menores e transfira para uma panela. Cubra com água e cozinhe até ficar macia.

2- Em um liquidificador adicione a água morna, o óleo vegetal, a linhaça, o açúcar e o sal. Bata bem por cerca de 3 minutos.

3- Transfira para um recipiente grande e adicione o fermento. Misture bem e reserve por cerca de 30 minutos.

4- Escorra a água do cozimento da mandioca. Amasse bem os pedaços, ainda quentes, com um garfo. Reserve até amornar.

5- Transfira para o recipiente com o fermento e adicione a farinha de arroz e o polvilho doce. Misture bem até obter uma massa homogênea e bem úmida. Reserve por cerca de 30 minutos.

6- Preaqueça o forno a 180 ºC.

7- Separe a massa em duas porções iguais e forme bolinhas.

8- Forre uma superfície com papel manteiga ou tapete de silicone. Abra a massa delicadamente com as mãos formando um círculo com cerca de 24 cm de diâmetro.

9- Leve ao forno preaquecido por cerca de 15 minutos.

10- Retire do forno e espalhe a cobertura desejada.

11- Leve ao forno novamente por cerca de 15 minutos ou até a borda ficar dourada. Rendimento: 2 massas de pizza com cerca de 24 cm de diâmetro cada

Continue lendo

Musse de chocolate vegana

Musse de chocolate vegana

Musse de chocolate é daquelas sobremesas clássicas que agrada aos mais variados paladares, perfeita para ser compartilhada. Essa leva ingredientes bem diferentes da receita original, já que é vegana, mas mesmo assim fica bem leve e aerada, como a tradicional. Uma delícia! O tofu, que é macio por natureza, e as castanhas de caju, que ficam macias depois da demolha, formam uma excelente base para a musse. Super leve e cremosa! Quando misturada com o chocolate derretido e o açúcar mascavo, fica irresistível. O sabor residual do tofu some completamente.

Para produzir aquelas bolinhas de ar bem característica da musse, usei a simples combinação de sumo de limão e bicarbonato de sódio. Ao entrarem em contato eles produzem uma reação química que libera gás e forma aquelas bolinhas dentro da musse, deixando bem aerada. Como um neutraliza o sabor do outro, não fica com sabor residual metalizado depois do repouso na geladeira.

Você vai precisar de:

Tofu drenado e esmigalhado - 1 xícara (220 g)

Castanha de caju crua e sem sal - 1/2 xícara (60 g)

Chocolate 70% cacau e sem leite - 100 g

Açúcar mascavo peneirado - 1/4 xícara (40 g)

Água filtrada - 1/4 xícara (60 ml) + água para demolha

Sumo de limão - 1 colher de chá (5 ml)

Bicarbonato de sódio - 1/2 colher de chá (3 g)

Atenção, antes de fazer é necessário um pré-preparo:

Coloque as castanhas de caju em um recipiente e cubra-as com água. Deixe de molho por pelo menos 4 horas. Essa etapa serve para tirar os antinutrientes, como o fitato, e deixar as castanhas macias. Depois da demolha, escorra e descarte a água. Lave bem em água corrente e utilize normalmente na receita.

Como fazer:

1- Coloque as castanhas e a água (1/4 xícara) no liquidificador. Bata bem até obter uma mistura lisa, parando para raspar as laterais de vez em quando.

2- Adicione o tofu esmigalhado e o açúcar mascavo. Bata bem até obter um creme homogêneo, reserve.

3- Derreta o chocolate em banho-maria e transfira para o liquidificador. Adicione o sumo de limão e bata novamente.

4- Transfira para um recipiente e adicione o bicarbonato de sódio. Misture rapidamente e leve à geladeira por no mínimo 2 horas, ou até ficar consistente.

5- Sirva gelado.

Rendimento: 4 porções

Continue lendo

Pão de abóbora

Pão de abóbora

Fazer pão em casa pode parecer uma tarefa difícil e impossível num primeiro momento, mas com um pouco de planejamento e atenção em cada etapa do preparo, fica mais fácil do que você imagina. Com uma cor linda e um sabor levemente adocicado, esse pão de abóbora é perfeito para quem não resiste a um pão caseiro, fresco e macio. A abóbora mais indicada para fazer essa receita é a japonesa, também conhecida como cabotiá, porque absorve menos água e tem polpa macia e adocicada. Perfeita para fazer massas em geral, como pães, bolos e nhoque.  

Você vai precisar de: 

Farinha de trigo branca orgânica - 2 xícaras (250 g) + um pouco para trabalhar a massa

Farinha de trigo integral - 1 xícara (125 g)

Abóbora japonesa cortada em cubinhos - 1 xícara (140 g)

Água morna - 1 xícara (250 ml)

Açúcar demerara - 1 colher de sopa (10 g)

Fermento biológico fresco ou seco - 1 tablete (15 g)

Óleo de coco derretido - 1 colher de sopa (15 ml)

Sal - 1 colher de chá (5 g)

Como fazer:

1- Em um recipiente adicione a farinha de trigo integral, o fermento biológico, o açúcar demerara e a água morna. Misture bem até formar uma pasta homogênea. Deixe descansar por 15 minutos em um ambiente morno.

2- Enquanto isso cozinhe a abóbora no vapor ou asse até ficar macia. Quanto menos água ela absorver melhor.

3- Amasse bem com um garfo até obter um purê liso. Reserve até amornar.

4- Transfira para o recipiente com o fermento e adicione a farinha de trigo branca, o óleo de coco e o sal. Misture bem até obter uma massa pegajosa e homogênea.

5- Em uma superfície de trabalho limpa e lisa polvilhe um pouco de farinha de trigo branca e despeje a massa. Sove bem por cerca de 10 minutos. Adicione mais farinha, se necessário, até parar de grudar.

6- Unte uma fôrma de pão (23 cm X 10 cm) com óleo de coco e distribua a massa uniformemente. Reserve por cerca de 1 hora até crescer bem.

7- Leve ao forno preaquecido a 180º C por cerca de 35 minutos.

8- Retire do forno e desenforme ainda quente. Deixe esfriar sobre uma grade. Consuma em até 3 dias.

Rendimento: 10 fatias

Continue lendo

Sorbet vegano de coco

Sorbet vegano de coco

Com as altas temperaturas dessa época do ano nada como um sorbet para se refrescar e se esbaldar, não é? Diferente do sorvete que tem como base o leite de vaca, o sorbet tem em sua base água, o que torna mais leve e refrescante. Seus micro cristais de gelo, que lembram uma raspadinha, derretem na boca e é refresco imediato. Ele não é tão cremoso quanto o sorvete tradicional, mas é uma ótima pedida para quem quer evitar excesso de gordura.

Com apenas 4 ingredientes e um pouco de paciência, você irá conseguir fazer um sorbet caseiro super saboroso, leve e aerado. Perfeito para aqueles que tem intolerância ou alergia a lactose, ou para quem busca algo mais saudável, sem ingredientes químicos e excesso de açúcar, como muitos sorvetes e sorbets industrializados.

Você vai precisar de:

Coco ralado seco - 2 xícaras (200 g)

Água filtrada quente - 4 xícaras (1 litro)

Açúcar demerara - 1/2 xícara (100 g)

Óleo de coco - 2 colheres de sopa (30 ml) (opcional)

Como fazer

1- Em um liquidificador coloque o coco ralado e a água quente. Bata em velocidade máxima por cerca de 5 minutos.

2- Coe o leite com um coador voal ou com um pano de prato limpo.

3- Transfira o leite de coco para uma panela grande e adicione o açúcar demerara, o óleo de coco e 1/4 xícara do bagaço do leite de coco (opcional).

4- Leve ao fogo médio e cozinhe até o açúcar e o óleo de coco dissolver completamente.

5- Transfira para um recipiente e espere esfriar.

6- Se você não tiver máquina de sorvete, leve a mistura ao freezer por cerca de 4 horas ou até endurecer. Retire a cada 30 minutos depois primeira hora no congelador e misture bem com uma colher ou batedor elétrico. Leve de volta ao freezer e repita o processo até a mistura começar a ficar consistente. Apesar de ser uma etapa chata e trabalhosa, ela é importante para deixar o sorbet leve e aerado. – Se você tiver máquina de sorvete, coloque a mistura na máquina e siga as instruções do fabricante até obter uma massa consistente e aerada. Transfira para um recipiente e leve ao freezer até endurecer.

7- Retire o sorbet do congelador 5 minutos antes de servir. Rendimento: 1 litro aproximadamente

Continue lendo

Curry de lentilha

Curry de lentilha

Ensopados são perfeitos para aqueles dias frios e preguiçosos. Comfort food na certa, o curry imediatamente traz aquele clima caseiro gostoso. Capaz de agraciar o estômago com uma explosão de sabores e nutrientes. É perfeito para dar aquela turbinada no sistema imunológico, já que leva gengibre e alho. Além de inúmeras especiarias do bem que o curry em pó tem. O preparo é muito fácil, basta cozinhar tudo numa panela só e pronto. Pouca sujeira e muito sabor! Isso sem contar que fica pronto rapidinho, já que a lentilha cozinha super rápido. Se você deixar de molho 2 horas antes na água cozinha mais rápido ainda.

Você vai precisar de:

Lentilha crua - 1 xícara (200 g)

Leite de coco - 1 xícara (250 ml)

Água filtrada - 2 xícaras (500 ml)

Brócolis comum (também chamado de brócolis ramoso) - 4 ramos (80 g)

Molho de tomate - 1/2 xícara (125 ml)

Óleo de coco - 1 colher de sopa (15 ml)

Alho picado - 2 dentes (8 g)

Gengibre fresco picado - 2 colheres de chá (4 g)

Curry em pó - 1 colher de chá (3 g)

Sal - 1 colher de chá (5 g)

Como fazer:

1- Aqueça o óleo de coco em uma panela média e refogue o alho e o gengibre até dourar levemente.

2- Lave a lentilha e os ramos de brócolis em água corrente. Adicione ao refogado e mexa sem parar por cerca de 1 minuto.

3- Acrescente o leite de coco, a água, o molho de tomate, o curry e o sal. Misture bem e deixe cozinhar até a lentilha ficar bem macia mas ainda com caldo. Se necessário adicione mais água durante o cozimento.

4- Sirva ainda quente.

Rendimento: 3 porções

Curry de lentilha vegano

Continue lendo

Pudim de baunilha com calda de morango

Pudim de baunilha com calda de morango

Doces veganos parecem ser complicados de fazer, já que não levam ovos, manteiga e leite, ingredientes básicos de muitas receitas tradicionais da confeitaria. Basta desconstruir as receitas e conceitos que as coisas vão ficando mais fáceis e passíveis de serem feitas. É o caso desse pudim, que apesar de seu preparo ser bem diferente daquele com leite condensado e ovos cozido em banho-maria, tem sabor bem parecido. Adocicado com sabor de baunilha. Para arrematar cobri com uma calda azedinha de morango, uma delícia ❤

Seu preparo é super simples e leva ingredientes comuns. O mais diferente mesmo é o ágar ágar, gelatina vegetal em pó a base de algas. Você pode encontrar em lojas de produtos naturais, asiáticos e até online. A sua qualidade influencia bastante no resultado da receita, o melhor é aquele sem cheiro e com cor branca. Os vendidos a granel normalmente tem cheiro forte, textura arenosa e cor amarronzada, fuja deles!

Você vai precisar:  

Para o pudim:

Leite de amêndoas ou de arroz - 3 xícaras (750 ml) - ver nota*

Açúcar demerara - 1/2 xícara (100 g)

Polvilho doce - 1/3 xícara (40 g)

Extrato de baunilha - 1 colher de sopa (15 ml) - receita aqui

Ágar-ágar - 1 colher de sopa (10 g)

Para a calda:

Morangos – 1/2 bandeja (100 g)

Açúcar demerara – 1 colher de sopa (15 g)

Como fazer:

1- Comece preparando o pudim. Em uma panela média coloque todos os ingredientes. Misture bem até o polvilho doce e o ágar ágar dissolver.

2- Leve ao fogo médio e mexa sem parar até engrossar.

3- Transfira o creme para uma fôrma de pudim, não precisa untar, usei uma de silicone com 22 cm de diâmetro. Reserve até amornar.

4- Leve à geladeira por cerca de 4 horas ou até gelar e ficar consistente.

5- Enquanto esfria prepare a calda. Lave os morangos e retire as folhas e cabinhos.

6- Transfira para o liquidificador e adicione o açúcar demerara. Bata rapidamente para triturar grosseiramente, não precisa formar uma calda lisa, você pode deixar alguns pedacinhos de morango.

7- Desenforme o pudim sobre um prato grande e despeje a calda por cima. Sirva gelado. *Nota: os leites vegetais mais indicados para esta receita são de amêndoas e arroz. Eles são naturalmente adocicados, perfeitos para sobremesas, e possuem um sabor mais neutro.

Rendimento: 8 porções

Pudim de baunilha com calda de morango

Continue lendo

Brownie de chocolate (vegano e sem glúten)

Brownie de chocolate (vegano e sem glúten)

Clássico na confeitaria americana, o brownie conquistou o mundo graças ao seu sabor intenso de chocolate e massa úmida. O problema é que em sua composição leva muita gordura e açúcar refinado, não agradando quem tem uma alimentação equilibrada. Pensando nisso, decidi fazer um brownie bem mais saudável, sem qualquer ingrediente de origem animal, com menos gordura e com açúcar mascavo. O ingrediente inusitado desta receita, que pode causar estranhamento e desconfiança, é o feijão.

Sim, o feijão preto, aquele da feijoada! É ele que vai servir de base para a massa. Não adianta torcer o nariz sem provar primeiro. Se você já comeu feijão preto cozido sem sal e sem tempero vai notar que ele tem um sabor bem sutil. Que pode muito bem ser escondido pelo chocolate 70% cacau, que tem sabor mais forte. Além de o brownie ficar mais saudável, o feijão preto serve para deixar a massa macia e úmida, que nem do brownie tradicional. Uma delícia!

Você vai precisar de:

Feijão preto cozido e escorrido - 1 1/2 xícara (300 g)

Açúcar mascavo peneirado - 1 xícara (120 g)

Farinha de aveia (sem glúten, se necessário) - 1/2 xícara (60 g)

Óleo de coco (ou outro óleo vegetal) - 1/4 xícara (60 ml)

Chocolate 70% cacau picado - 1/3 xícara (50 g)

Cacau em pó - 2 colheres de sopa (8 g)

Extrato de baunilha - 2 colheres de chá (10 ml) - opcional

Bicarbonato de sódio - 1 colher de chá (5 g)

Vinagre de maçã - 1 colher de chá (5 ml)

Como fazer:

1- Coloque o feijão e o óleo de coco derretido no liquidificador e bata bem até obter uma pasta lisa, sem pedacinhos de feijão.

2- Transfira para um recipiente e adicione o açúcar mascavo, a farinha de aveia, o cacau em pó, o extrato de baunilha e o vinagre de maçã. Misture bem até ficar homogêneo.

3- Derreta o chocolate em banho-maria e incorpore à massa até ficar homogênea.

4- Preaqueça o forno a 180 ºC.

5- Unte uma fôrma retangular de bolo inglês (24 cm x 10 cm) com óleo e polvilhe cacau em pó.

6- Adicione o bicarbonato de maçã na massa e misture rapidamente.

7- Transfira para a fôrma e nivele o topo. Leve ao forno preaquecido por cerca de 30 minutos.

8- Retire do forno e espere 15 minutos para desenformar. Caso você tentar com o brownie ainda quente ele irá se despedaçar.

Rendimento: 8 pedaços Brownie de chocolate sem glúten e vegano

Continue lendo

Bolinhos de feijão fradinho

Bolinhos de feijão fradinho

Muito utilizado em saladas e na preparação de receitas nordestinas como baião de dois e acarajé, o feijão fradinho pode sair da mesmice e virar um delicioso bolinho assado com crosta crocante e interior úmido e saboroso. Que pode ser servido acompanhado de um bom molho como tira gosto, ou como prato principal mesmo. Por ser um grão bem seco, usei inhame ralado para deixar os bolinhos úmidos e dar liga à massa. Já para formar aquela casquinha crocante irresistível, usei farinha de rosca vegana. O sabor dessa maravilha fica por conta dos temperos, uma combinação de cebola, pimentão verde, limão, cominho, sal e pimenta, não tem como ficar ruim né!?

Você vai precisar de:

Feijão fradinho cru - 1/2 xícara (100 g)

Inhame - 1 médio (150 g)

Farinha de rosca - 1/2 xícara (80 g)

Cebola cortada em cubinhos - 1/2 xícara (60 g)

Pimentão verde cortado em cubinhos - 1/3 xícara (45 g)

Azeite de oliva - 2 colheres de sopa (30 ml)

Suco de limão - 2 colheres de chá (10 ml)

Cominho em pó - 1 colher de chá

Sal - 1 colher de chá (5 g)

Pimenta do reino moída - a gosto (opcional)

Atenção, antes de fazer é necessário um pré-preparo! 

Coloque o feijão em um recipiente e cubra com 1 xícara de água. Deixe de molho por cerca de 8 a 12 horas.

Como fazer:

1- Escorra o feijão e lave em água corrente. Transfira para uma panela e cubra com água limpa. Leve ao fogo médio e cozinhe até ficar macio.

2- Enquanto o feijão cozinha descasque o inhame e rale no ralador médio. Transfira para um recipiente e reserve.

3- Aqueça o azeite em uma frigideira e doure a cebola.

4- Acrescente o pimentão e refogue por mais 1 minuto, mexendo de vez em quando para não queimar.

5- Junte o refogado ao inhame e tempere com suco de limão, cominho, sal e pimenta do reino. Misture bem e reserve.

6- Escorra a água do cozimento do feijão e transfira os grãos para o processador. Bata bem até triturar em pedaços pequenos.

7- Transfira para o recipiente e adicione a farinha de rosca. Misture bem até ficar homogêneo e a massa começar a dar liga.

8- Preaqueça o forno a 180 ºC.

9- Modele os bolinhos usando 2 colheres de sopa de massa para cada um.

10- Disponha sobre uma assadeira untada com óleo.

11- Leve ao forno preaquecido por cerca de 30 minutos ou até ficar dourado.

12- Retire do forno e sirva ainda quente.

Rendimento: 17 bolinhos

Bolinhos de feijão fradinho vegano

Continue lendo
x