Calce Uma Causa

Como reduzir o impacto ambiental em uma viagem?

Como reduzir o impacto ambiental em uma viagem?

Ei, você aí que está planejando as férias e quer saber como reduzir o impacto ambiental na sua viagem! Vem com a gente que hoje você vai saber tudinho que precisa ;)

Primeiro passo: o meio de transporte

  • Voar é um privilégio (em 2017, 3% da população mundial andou de avião) que deve ser aproveitado com consciência. Viagens de avião produzem monóxido e dióxido de carbono, óxido de nitrogênio, vapor dꞌágua, material particulado e mais uma pá de coisa que contribui com o aquecimento global. Você pode começar escolhendo companhias mais ecológicas - em buscadores tem como optar por voos com baixa emissão de CO², por exemplo.
  • Se você for dirigindo, dê carona! Carros cheios em boas condições emitem muito menos CO² por passageiro que aviões. Prepara a playlist, faz a revisão do carro e se joga na estrada!
  • Se puder optar, vá de busão! Esse é o meio de transporte mais ecológico. Uma viagem longa de ônibus pode emitir de 9g a 65g de CO² por passageiro por quilômetro rodado, em comparação com os 230g a 510g de avião.

Segundo passo: na viagem 

Em 2017, foram geradas 5,7 milhões de toneladas de lixo em voos. Copinhos, talheres, guardanapinhos embalados, cafézinho, entre outras coisas. Se cada passageiro gera em média 1,5kg por voo, vamos reduzir o que conseguimos?

  • Prefira versões digitais de bilhetes de embarque, mapas e recuse os comprovantes. Peça por SMS ou email o que for necessário e se liberrrte dos papeizinhos!
  • Shampoo, condicionador e desodorante sólidos não só são mais práticos, ecológicos e ocupam menos espaço na mala. Eles resolvem o problema do limite de líquidos permitido em voos internacionais.

E a comida? Bom, isso é uma conversa à parte. Em vôos domésticos, viagens de carro e ônibus, leve a sua marmita e seja feliz. Mas de acordo com a pesquisa da Mari Dutra, em viagens longas muitas companhias calculam a comida por passageiro e o que não for consumido, vai fora. Para evitar desperdício, opte pela sua refeição. Não deixe de levar seus talheres e copo, de qualquer forma! Como esses já vem embalados, você pode recusar. Na hora de comprar a passagem é possível especificar a refeição, e a boa notícia é que algumas companhias permitem que você recuse a refeição nesse momento, então fique de olho pra levar a marmita!


Terceiro passo: onde ficar?

  • Se puder optar, fique onde você tem acesso a uma cozinha! Cozinhe as refeições mais básicas e leve lanchinhos pra comer na rua. 
  • Vai ficar em hotel? Dispense shampoos e sabonetes descartáveis. Leve os seus! 
  • Reuse sempre as toalhas. Você não precisa lavar a cada banho, né?
  • Aqui também vale recusar comprovantes, contratos e papéis em geral. Opte pelas versões digitais!

Finalmente: curtindo a viagem

Na hora de curtir as férias no seu destino, não esqueça do seu kit lixo zero! Água na garrafinha (você pode encher em bebedouros ou filtros), copinho (para beber, comer sorvete, açaí ou mesmo pipoca), guardanapos, canudo, talheres e o que mais você julgar necessário na sua rotina. Recuse os comprovantes, use o mapa no celular e leve ecobags para as compras - ah sim, não deixe de consumir de produtores e estabelecimentos locais. ;)

Se você ainda não decidiu pra onde vai, dá um pulo nesse link aqui cheinho de dicas e destinos imperdíveis aqui no blog.

Boas férias! 

Continue lendo

Dicas básicas para começar a reduzir sua produção de lixo agora

Dicas básicas para começar a reduzir sua produção de lixo agora

Faz 10 meses que estou buscando reduzir a minha produção de lixo a zero, o que significa que já passei por poucas e boas pensando em como fazer isso. Enquanto algumas coisas parecem não fazer muita diferença, outras mudanças básicas na nossa rotina reduzem muito do lixo produzido no dia-a-dia. Selecionei dicas muito eficazes para quem quer começar agora e não sabe como:

 

  1. Compre menos comida

A gente já viu aqui o quanto jogamos comida fora e quanto isso é preocupante. Um dos jeitos de diminuir esse desperdício é simples: comprar menos comida. Pense na sua geladeira agora. Tem, com certeza, alguma coisa estragada que você vai jogar direto no lixo, certo? E isso acontece muito porque compramos mais do que conseguimos comer. Parece óbvio, mas não reparamos.

Supermarket

Para conseguir comprar menos comida (e comê-la melhor), lembre de fazer compras planejadas. Mas nada de planilha, é um exercício simples e mental: o que eu (ou minha família) vou comer durante esta semana? Escolha coisas que combinem entre si e as quantidades perfeitas para as receitas que você quer fazer. Se precisar de mais tomates ou cebolas, você pode comprar depois. Se você comprar agora e elas sobrarem, elas podem estragar. Com as compras feitas, guarde tudo muito bem e a maioria das coisas na geladeira; foque em cozinhar coisas que costumam estragar antes (saladas, frutas maduras, etc).

 

  1. Compre mais em feiras e menos em mercado (e leve seus saquinhos de pano!)

Prefira evitar os supermercados e tente comprar todos os vegetais e até alguns pães, queijos, grãos como feijão e arroz, geleias, vinagre, etc em feiras livres. Primeiro porque essas coisas são geralmente mais fresquinhas e vieram de mais perto. Segundo porque geralmente é mais barato. E terceiro porque você consegue comprar quase tudo sem embalagem (ou com embalagens de vidro que podem ser devolvidas).

Leve saquinhos de pano para escolher os vegetais e uma (ou mais) sacolas grandes para carregar tudo para casa. Menos embalagens e mais comida in natura = mais saudável pra você também. Além de fugir de todas as tentações possíveis (e embaladas) que existem nos mercados.

 

  1. Leve um guardanapo de pano por aí

Tenha um guardanapo de pano na bolsa e use ele no lugar de todos os descartáveis que esbarramos. Além de limpar melhor, você economiza muitos guardanapos que usamos para limpar, segurar alimentos, embalar algum restinho etc. Ele também funciona superbem como uma trouxinha, para você embalar comidas ou outras coisas na falta de uma sacolinha.

 

  1. Tenha uma composteira em casa

Cerca de 50% do lixo que produzimos em casa é produzido na cozinha, o chamado lixo orgânico. Composto de restos de alimentos, cascas, alimentos estragados ele é enviado aos aterros sanitários em sacolinhas plásticas – o pior de todos os mundos. É pela degradação anaeróbica, com bactérias, que esse tipo de lixo causa o cheiro fedido que estamos acostumados.

Uma composteira degrada esse material com oxigênio, sem deixar mau cheiro e transformando-o em um potente adubo. Dá pra fazer em casa ou comprar. A maioria das composteiras feitas para ficar dentro de casa tem minhocas que ajudam na decomposição do material. Só com isso, você deixa de mandar para os aterros metade do lixo produzido na sua casa! ;)

 

  1. Simplifique a limpeza da casa

A gente foi convencido que precisa de inúmeros produtos de limpeza super eficazes, químicos e nocivos. A verdade é que podemos deixar todos esses nas prateleiras dos mercados e usar somente três coisas: sabão de coco em barra, bicarbonato de sódio e vinagre.

O vinagre serve como desinfetante de forma geral, pro chão ou pra superfícies. Se usado junto com o bicarbonato, funciona para limpeza pesada de banheiros, pias e fogão. Já para lavar tudo, o sabão de coco em barra dá conta: na louça, nas roupas (rale, processe e misture a mesma medida de bicarbonato de sódio e faça seu sabão em pó!) e outras limpezas que precisem de sabão. Com essas mudanças você compra muito menos embalagens, limpa a casa muito mais naturalmente e gasta menos dinheiro!

Continue lendo

Recicleta: Menos lixo, mais ideias

Recicleta: Menos lixo, mais ideias
Conheça agora o maior projeto de sustentabilidade da história do Brownie! O Brownie do Luiz é uma marca carioca que serve delícias docinhas e ainda pensa numa saída criativa pro descarte das sua produção. Com a Recicleta, eles transformam o seu próprio lixo em benefícios, onde as embalagens dos brownies são recicladas e transformadas em moedas, que podem ser trocadas por muitas coisas bacanas, como aulas de Ioga e sobremesas deliciosas, que tal? Nesse vídeo eles explicam com mais detalhes como funciona o projeto todo, olha só:     recicleta-desenho (1)   A ideia é mostrar o real valor do lixo, tudo isso em uma caixa mágica transformadora de novas experiências. A Recicleta ainda não existe, e para que essa máquina de felicidade se torne real, os idealizadores do projeto pedem uma ajudinha financeira que foi cuidadosamente pensada, assim: 4pizzadinheiro   Para saber mais como alavancar essa baita ideia, é só clicar aqui. Afinal... tarja-nelson Vamos fazer?   Continue lendo

Lauren Singer não produz lixo há 2 anos!

Lauren Singer não produz lixo há 2 anos!
Lauren Singer era estudante de Estudos Ambientais, e provavelmente sempre se sentiu incomodada com a quantidade de embalagens que utilizamos no dia-dia, e a imensidade de lixo que tudo isso produz. Até que no último ano de faculdade, tomou uma decisão radical e resolveu mudar. Começou o projeto lixo zero. Com dois anos completos de uma vida trash-free, hoje em dia a linda produz a sua própria pasta de dente, desodorante e lava-roupa, e recentemente fundou The Simply Co, empresa por onde ela planeja vender seus produtos caseiros. lauren-singer4 Foram dois momentos que alavancaram a mudança de vida de Lauren. "O primeiro foi o meu último ano de faculdade, quando meu professor Jeffrey Hollender enfatizou a importância de viver os seus valores e me fez pensar sobre o meu próprio impacto ambiental". "A segunda foi quando um colega de estudos ambientais trazia o almoço para a aula toda semana em um saco plástico que não era reutilizado, uma garrafa de água descartável, e um recipiente de plástico para viagem. Eu sentava lá e pensava: nós supostamente somos o futuro do planeta, e aqui estamos, com nossos lixos, estragando tudo". Além de usar sacolas retornáveis e recipientes próprios, ela ainda compra alimentos a granel, de produtores locais, e  só faz compras em lojas vintage, de roupas usadas. No dia a dia, ela se acostumou a negar recibos de papel, canudos, sacolas plásticas e folhetos.  10502377_642595472502708_8607511358342089013_n E pra compartilhar toda essa iniciativa incrível, foi criado um blog, Trash is for Tossers, com receitas de sabão a pasta de dente. Amamos!   Fonte. Continue lendo
x