Fechar ícone

Calce Uma Causa

Um dia por La Candelaria, em Bogotá

Um dia por La Candelaria, em Bogotá
A Colômbia é um desses países em que, dependendo da região que você visitar, vai ter um tipo completamente diferente de viagem do que se tivesse visitado outro. Do litoral caribenho ao frio das montanhas e às florestas de reservas ecológicas, esse país reserva muitas maravilhas para quem o visita, e por isso tem sido um destino de viagem cada vez mais procurado. Bogotá, sua capital, parece sintetizar toda essa pluralidade nos seus diferentes bairros. Da zona T a La Candelaria, tem sempre algum cantinho interessante pronto para surpreender. E na Candelaria, o centro histórico, essas surpresas vem a cada esquina, por isso prepare a mochila e o corpo para se aventurar pelo coração da Colômbia. IMG_4165 Todos os dias a prefeitura da cidade oferece um tour gratuito a pé que passa pelos principais pontos históricos do bairro, com início às 10hrs e às 14hrs. O tour sai do Punto de Información Turística que fica em uma das esquinas da Plaza Bolívar, bem no coração do bairro, ponto perfeito para começar o dia. 635744016388183600_Afterlight_Edit Tours a pé são sempre os melhores, mesmo com o clima super instável de Bogotá, porque caminhando você tem uma experiência muito mais real na cidade e pode aproveitar cada cantinho por onde passa. E Bogotá é uma cidade para curtir assim: devagarinho. Sua cena cultural é riquíssima, então vai ter sempre algo interessante acontecendo. Por exemplo, quando conheci o Centro Cultural Gabriel García Marquez, acabei surpreendida por uma exposição de Miró. No Museu do Botero, me encantei pelas galerias de arte moderna. Isso sem mencionar o café colombiano, encontrado em todo lugar. IMG_4217 Por isso, depois do tour, o ideal é tirar a tarde para conhecer os centros culturais e museus. Comece pelo Botero, visite todas as suas galerias e, depois, dê uma passadinha no Centro Cultural Gabriel García Marquez, um complexo cultural com restaurantes, café, galeria, jardim e, como não poderia faltar num lugar que homenageia o Nobel de literatura, uma biblioteca de deixar qualquer um apaixonado. Antes que a tarde chegue ao fim, vá até o Cerro Monserrate, montanha que circunda a Candelaria, e pare por alguns minutinhos para curtir a sensação de olhar a cidade a 3.152 metros de altura, onde é quase impossível lembrar de todo o agito da cidade. IMG_4196 IMG_4210 Continue lendo

Um dia pelo Centro Histórico, em Cartagena

Um dia pelo Centro Histórico, em Cartagena
Ca-ri-be. Não precisa de muito mais do que três sílabas para a nossa mente rapidamente se transportar pra um lugar mágico, quente e exótico, desses que mesmo sem nunca ter visitado, você consegue vislumbrar o retrato exato na frente dos olhos. Um retrato bastante parecido com o da foto abaixo, por sinal. Depois de ter conhecido Cartagena, na Colombia, posso confirmar: é tudo verdade. Uma cidade litorânea, patrimônio cultural da Unesco, que faz jus ao slogan de turismo do país  ~O perigo é querer ficar~. Também não é de se esperar menos da cidade que deu chão ao realismo mágico de Gabriel García Marquez, tendo inspirado o cenário onde histórias como O Amor Nos tempos do Cólera se passaram. Ainda no avião, é possível enxergar a muralha que circunda a cidade, herança do passado que há séculos servia ao propósito de proteger a região de ataques piratas. E quando você chega mais pertinho, é possível compreender o misto de magia e de história que fazem com que Cartagena seja tão apaixonante. O centro histórico de Cartagena é onde se encontra a maior parte do encanto, e é composto pelos bairros San Diego, Centro e Gestemaní.  San Diego e Centro ficam localizados dentro da muralha e fazem parte da área mais turística da cidade, e é ali onde estão os restaurantes e hotéis mais refinados. Já o simpático e fervente Getsemaní é o local ideal para viajantes jovens, com hospedagens mais simples mas perfeitas para acomodar aqueles que vivem no estilo ~low-budget de ser.  A parte boa é que os três encontram-se a pouco mais de 10 minutos de caminhada um do outro. Um detalhe importante: Cartagena é QUENTE. E o sol de lá é muito mais forte do que estamos acostumados, então não esqueça de muito protetor solar e aproveite pra se aventurar no clima caribenho com um chapéu de abas largas. Além disso, certos passeios são bem mais agradáveis se feitos pela manhã. Então, acorde cedinho e vá em direção ao Castillo de San Felipe, que fica a uns 5 minutos a pé do Getsemaní. O castillo, que na verdade é um forte, é uma edificação histórica que foi construída pelos espanhóis para proteger a cidade, e é um bom ponto de partida pra conhecer um pouco melhor o passado de Cartagena. Depois desse passeio, a dica é retornar ao centro histórico para fazer a Free Tour Cartagena, que são tours caminhados pelo centro histórico com uma taxa simbólica de pagamento. Os guias do Free Tour são excelentes e sabem te contar os detalhes mais incríveis de cada cantinho da cidade, e como o passeio é inteiro a pé, você acaba vivenciando muito mais tudo o que Cartagena tem a oferecer. Recomendo, depois do tour, dar uma paradinha para se refrescar na Abaco Libros y Café, uma livraria muito charmosa com opções de limonadas e cafés para reabastecer as energias. Agora que os principais pontos já foram riscados da lista, chega a hora de passear pelas estreitas calles de La Heroica (apelido da cidade) e permitir-se a se perder por caminhos recheados de cores vibrantes, sacadas floridas, música, muita música, e tudo que a tropicaliência Caribenha tem de melhor. Ah, pra fechar o dia com a experiência completa, a dica é caminhar pelas muralhas no fim da tarde e curtir o pôr-do-sol por ali, aproveitando esse tempo para curtir a magia de ver a cidade, tão colorida, se transformar com a luz do entardecer. Bem como disse Gabo, “me bastou dar um passo dentro da muralha para vê-la em toda a sua grandeza à luz malva das seis da tarde e não pude reprimir o sentimento de ter voltado a nascer.”.   Continue lendo