Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Calce Uma Causa

Risoto vegano de espinafre com leite de coco e amêndoas torradas

Risoto vegano de espinafre com leite de coco e amêndoas torradas
O prato italiano revisitado! Dessa vez preparamos um delicioso risoto vegano cheio de nutrientes, além de super saboroso.   - INGREDIENTES: 1 xícara de arroz cateto ou arroz parabolizado; 1 cebola média descascada e cortada em quadrados pequenos; 1/3 xícara de vinho branco; 250g de coco seco fresco ou congelado; 1L de caldo de legumes ou água; 1 molho de espinafre higienizado; 2 dentes de alho descascados e picados; 2 colheres de chá de sal marinho; 1 molho de cebolinha ou cebolete; 3 colheres de óleo de coco; azeite de oliva para finalizar; 1 xícara de amêndoas; pimenta do reino a gosto.   - MODO DE PREPARO: No liquidificador coloque o coco juntamente com a água e bata até que ele se desmanche. Passe por um coador e transfira para uma panela para manter o liquido aquecido. Em uma panela de fundo grosso refogue a cebola com 2 colheres de óleo de coco e em seguida acrescente o arroz. Mexa brevemente e adicione o vinho branco. Espere evaporar e adicione duas xícaras de leite de coco, o sal e mexa. Acrescente mais leite conforme for secando. Mexendo sempre para obter mais cremosidade. Enquanto isso lave as amêndoas e leve para tostar no forno por 10 min mexendo na metade do tempo. Em uma frigideira coloque uma colher de sopa de oleo de coco e as folhas do espinafre. Refogue até secar e acrescente a cebolinha cortada em finas rodelas. Quando o arroz estiver cozido e cremoso desligue. Acrescente o espinafre junto com a cebolinha e as amêndoas torradas. Finalize com azeite de oliva ou mais óleo de coco e pimenta do reino a gosto.
Continue lendo

Sopa deliciosa de cabotiá, inhame e gengibre

Sopa deliciosa de cabotiá, inhame e gengibre
Essa sopa acolhedora, cremosa e super saudável é a alegria desse inverno. O inhame além de ser um excelente anti inflamatório, limpa e purifica o sangue e é o segredo da cremosidade dessa sopa linda. Fizemos essa deliciosa e prática receita da Chef Hadas no Workshop 'Princípios básicos de um vegano feliz' na loja física da Insecta Shoes. Processed with VSCOcam with f2 preset Rende: 8 porções Ingredientes: 1 abóbora cabotiá média (1,5kg) cortada em cubos e sem as sementes (pode ser com ou sem casca) 500 g de inhame descascado 1 cebola média picada em quadradinhos 1 polegada de gengibre 1 colher de sopa de curry 1 colher de cha de açafrão 2 colheres de chá de sal marinho 4 colheres de sopa de salsinha picada 2 colheres de azeite de oliva 4 gotas de óleo de gergelim torrado (opcional) 2 litros de água ou caldo de legumes Processed with VSCOcam with f2 preset Modo de preparo: Em uma panela aqueça brevemente o azeite e refogue a cebola até dourar. Em seguida acrescente a abóbora, o inhame, o sal e a água e deixa ferver até que os vegetais estejam cozidos e macios. Com a ajuda de uma concha ou colher passe os vegetais para o liquidificador junto com os temperos secos (curry e açafrão) com metade da água e bata. Acrescente a água aos poucos até chegar na consistência desejada. ATENÇÃO! A sopa vai estar quente, então cuidado ao bater no liquidificador. Remova o bocal menor de cima da tampa e firme a tampa sobre o copo do liquidificador com um pano de cozinha para prevenir que a tampa suba provocando um acidente! Depois despeje a sopa de volta na panela para aquecer, se necessário. Acrescente o caldo do gengibre ralado, espremendo sobre a panela somente o liquido do gengibre, acrescente também a salsa e o óleo de gergelim tostado. Esta prontinha pra servir! Delícia :9 Processed with VSCOcam with f2 preset Fotos: Ruth Kipper Continue lendo

Suco verde de inverno

Suco verde de inverno

Delicie-se com essa receita de suco verde usando as frutas de inverno! Um copo de suco verde pela manhã regula todo o nosso organismo, beneficia o trato intestinal, desincha, traz  mais disposição, clareza mental, purifica o sangue, remove metais pesados, enfim, é pura saúde, gente! Experimente :)

Processed with VSCOcam with f2 preset

Rendimento: 500ml Ingredientes: 500 ml de suco de bergamota ou laranja 4 folhas de couve do brócolis ou couve convencional 1 punhado de grama de trigo (medida entre o dedão e o indicador ao se tocarem) 1/2 polegada de gengibre 1/4 polegada de açafrão (bulbo) Modo de preparo: Leve todos os ingredientes ao liquidificador e bata. Se preferir, coe em um coador fino (de preferência voal). Saúde!

Processed with VSCOcam with f2 preset

Processed with VSCOcam with f2 preset

Fotos: Mari Lopes

Continue lendo

Dêem boas vindas à Chef Hadas + bolo vegano de cacau

Dêem boas vindas à Chef Hadas + bolo vegano de cacau
Oi, Insectas! Estou muito feliz pela oportunidade de estar aqui com vocês! Quero começar super agradecendo a Insecta Shoes pelo convite e me apresentando. Me chamo Hadas. Se pronuncia Adás e é o nome de uma flor. Um dia, quando eu tinha 15 anos, estava assistindo, na televisão, a imagens de vacas e galinhas soltas no pasto, e de repente, como um clic interno, tudo fez sentido para mim e eu disse para minha a mãe, que estava adormecida ao meu lado: “Eu nunca mais vou comer carne”.  Depois daquele dia, de fato, nunca mais comi. Foi ali que entendi que os animais também têm vida, que são seres complexos como nós, que respiram, que sentem. E que aquela carne, que vinha em uma embalagem bonita de supermercado, passava por uma trajetória muito cruel até chegar ao meu prato. Minha mudança para uma dieta vegetariana foi bem tranquila e natural, pois a certeza de que o reino vegetal é muito abundante em alimentos para nós vinha de dentro. Inicialmente, fui ovo-lacto-vegetariana na transição para uma dieta vegetariana estrita e, depois de alguns anos, me tornei vegana. Para quem não sabe, ovo-lacto-vegetariano é quem se alimenta de vegetais, ovos, leite e derivados. Vegetarianos são aqueles que se alimentam de alimentos de origem vegetal, ou seja, não comem ingredientes de origem animal. Ser vegano compreende muito mais que alimentação. É um estilo de vida que vai além da dieta vegetariana. Não se utiliza de produtos de origem animal, ou que envolva algum animal em sua origem, inclusive de produção. Por isso, o vegano fica atento na escolha até de marcas de sapatos, roupas, cosméticos, absorventes, produtos de higiene e limpeza ou qualquer outra coisa que possa envolver animais na sua produção. Sendo assim, quando mudei minha alimentação, meu estilo de vida também mudou. Comecei a praticar yôga, o que expandiu a minha consciência, e passei a cozinhar meu próprio alimento, o que despertou em mim um profundo amor pelo universo da cozinha. Para mim, alimentação é amor próprio!  É auto-conhecimento, é saúde, é potencia, é cura. Somos o que comemos e não é por acaso que a cozinha é considerada o coração da casa. Cozinhar é amor e amor também é alimentação. 10659017_705088972920216_8605753244970781358_o Então, voltando para a minha história, meu primeiro emprego foi em uma pizzaria vegetariana na Guarda do Embaú chamada Beleza Pura (alguém ai conheceu??). Desde que me envolvi com os alimentos de uma forma sagrada e consciente, sempre me mantive neste meio. Morei na Chapada Diamantina, onde tive a oportunidade de cultivar meu próprio alimento e me envolver mais com a Agricultura Biodinâmica. Quando voltei para Porto Alegre, alguns anos depois, estudei no SENAC, no curso de Padaria e Confeitaria. Com este aprendizado, passei a fazer cupcakes veganos. Sim! Meus famosos e inesquecíveis cupcakes! Fofinhos, integrais, orgânicos. Extremamente deliciosos e incrivelmente saudáveis! Que foram o maior sucesso no Forúm Social Mundial de 2012. Daí surgiu a Sempre Viva Alimentos, originalmente com o nome de Vegan Cupcakes. A primeira Confeitaria Vegana do Rio Grande do Sul. Depois, fui estudar no EUA, para finalmente me aprofundar na área da alimentação saudável. Me formei no Natural Gourmet Institute, em Nova York como Chef de Cozinha e mais tarde pelo Living Light Institute, na Califórnia, como Chef e Instrutora de Culinária Viva com especialização em Confeitaria Viva. Bom, nem preciso dizer que foi uma experiência incrível, na qual tive a oportunidade de estagiar no PeaceFood Café, um bistrô vegano com uma extensa lista de opções de doces veganos, entre eles, vegan croassant recheado com ganache. 10539172_705090292920084_2497835055169431238_o Minha vontade sempre foi de compartilhar aqui no Brasil o que aprendi no exterior, então, quando voltei, expandi minha empresa para um linha maior de produtos incluindo doces vivos e deliciosos sucos detox prensados a frio. Hoje em dia, meu foco são as Aulas de Culinária Saudável, palestras em faculdades e escolas e consultorias para restaurantes e empreendedores na área da alimentação saudável e qualidade de vida. Além de eventos e projetos paralelos. O meu grande amor é compartilhar com as pessoas a maneira com que me relaciono com os alimentos, para que cada um possa encontrar a sua forma de se alimentar e  para que, assim, possamos nos conectar com a nossa natureza interna e externa. Eu acredito no poder dos alimentos e vocês?? Pra terminar, agora que já estamos apresentados, deixo para vocês uma deliciosa receita de Bolo Vegano de Cacau! Simples, fácil e com um toque secreto. Vou estar por aqui uma vez por mês, compartilhando receitas, dicas e curiosidades. Mandem suas dúvidas, comentários e sugestões para hadas.flor@gmail.com Bolo Vegano de Cacau Receita para uma forma redonda tradicional de 12 fatias ou retangular média. 400g de farinha de trigo integral (de preferencia orgânica) 250g de açúcar demerara 30ml de óleo de arroz ou girassol 1 colher de cha de sal marinho 1 colher de sopa de vinagre de maça 4 colheres de cacau em pó alcalino (cacau 100%) O segredo: ½ colher de chá de canela ¼ colher de chá de noz moscada ¼ colher de chá de pimenta chilli 400ml de água mineral ¼ xicara de castanha do pará picadas 1 colher de cháde bicarbonato de sódio Modo de preparo: Pré aqueça o forno a 180O . Em um recipiente coloque todos os primeiros ingredientes citados a cima, juntamente com o segredo e a água. Bata com o fouet (batedor de arame) até a massa ficar lisa e homogenia. Por último coloque as castanhas e o bicarbonato de bata novamente apenas para misturar. Unte a forma com óleo e salpique farinha, para evitar que grude. Despeje a massa na forma com a ajuda de uma espátula lambe-lambe e coloque para assar por em média 35/ 45 min. Atenção, o Bolo sempre cheira pela casa antes de estar pronto. Para ter certeza se esta assado por dentro, coloque um palito longo ou uma faca até o final da forma e puxe. O palito deve sair limpo de dentro do bolo. Quando isso acontecer, ele está pronto. PS 2: Sempre deixe o bolo esfriar completamente antes de desenformar, já que ele sempre “encolhe” quando esfria, se descolando da forma automaticamente e evitando que ele quebre ao desinformar. Depois de desenformar, faça a cobertura. Para a cobertura, aqueça em uma panela: 2 colheres de sopa de cacau ou chocolate em pó 4 colheres de sopa de açúcar demerara 2 colheres de sopa de óleo ¼ de xicara de água Mexa constantemente com uma colher de pau, até o açúcar se dissolver e começar a borbulhar. Quando esse mistura começar a engrossar e fazer muitas bolhas, desligue. Despeje sobre o bolo ainda quente. Você pode salpicar por cima nibs de cacau ou castanha do pará picada ou passada no ralador fino. bolo vegano de cacau Continue lendo
x