Calce Uma Causa

Faça o seu próprio desinfetante e livre-se de químicas desnecessárias

Faça o seu próprio desinfetante e livre-se de químicas desnecessárias
Na faxina feita com produtos industrializados acabamos colocando em nossos pisos, paredes, pias e afins diversos ingredientes nocivos. Produtos que tem o objetivo de limpar, mas que acabam poluindo nossos cantinhos. Porém, existem diversos ingredientes naturais, de fácil acesso, que limpam super bem e ainda trazem benefícios para nossas casas. Uma lógica oposta aos ingredientes sintéticos, que podem ser até prejudiciais. A receita deste desinfetante caseiro natural é super simples e você pode adequar às suas necessidades de limpeza.   // Receita de desinfetante natural Ingredientes:  2l (8 xícaras) de água 1l (4 xícaras) de álcool de limpeza - de preferência 70º ou mais. 125ml (1⁄2 xícara) de sabão de coco ralado Cerca de 20 folhas de eucalipto Como fazer: 1-Coloque as folhas de eucalipto em pote de vidro, com capacidade de 1 litro, com tampa. Complete o pote com álcool. 2-Deixe descansar por 2 dias. Neste tempo, as folhas perderão a cor e o álcool estará verde escuro, formando uma linda tintura de eucalipto.
Reparem como o álcool ficou bem escuro e as folhas no pode bem clarinhas se comparadas às folhas originais. Reparem como o álcool ficou bem escuro e as folhas no pode bem clarinhas se comparadas às folhas originais.
 
Tinturas poderosas e lindas de fazer. Tinturas poderosas e lindas de fazer.
3-Ferva 500ml da água com o sabão em fogo baixo, mexendo sempre, até dissolvê-lo. 4-Tire do fogo e misture bem com 250ml da tintura de eucalipto e 1,5l de água. 5-Você pode reservar a sobra da tintura de eucalipto para usar em outra ocasião ou aumentar a quantidade dos outros ingredientes para fazer uma receita maior.
Desinfetante pronto. <3 Desinfetante pronto. <3

Entendendo a receita Agora que você já sabe o passo a passo da receita básica, vou compartilhar um pouco sobre o que está por trás de cada ingrediente e como fazer adaptações para suas necessidades de limpeza. Afinal, de que adianta fugir de rótulos que não entendemos e continuar sem entender o que está por trás das receitas, mesmo que sejam naturais? A nossa receita tem como base dois ingredientes super simples: Álcool e Água.
Os ingredientes básicos. Os ingredientes básicos.
O álcool só tem o poder de eliminar os germes se estiver a 70%. O álcool absoluto (quase 100% - concentração que não encontramos à disposição no mercado) evapora muito rápido, além de ser muito inflamável, e por isso existe a necessidade de diluí-lo a 70%. Com isso, aumenta o seu tempo de evaporação fazendo com que permaneça sobre a superfície o tempo necessário para eliminar os microorganismos presentes. Se você precisar fazer uma limpeza rápida, pode contar só com esta mistura básica. Para conseguir efeitos de maior duração e mais específicos, como, por exemplo, afastar insetos ou aromatizar, precisamos adicionar ingredientes que tenham a propriedade de fazer o que você precisa.
Os ingredientes adicionais. Os ingredientes adicionais.
// Os ingredientes que adicionam propriedades à mistura: Em nossa receita, usamos o álcool numa diluição que faz com que ele não seja o principal agente desinfetante. Ele age como um solvente para a extração do óleo essencial (princípio ativo) do eucalipto por isso as folhas ficam em maceração no álcool por 2 dias. Esse óleo essencial é que vai dar a ação desinfetante ao produto já que essa é reconhecidamente uma de suas principais características. Limão, vinagre, cravo, canela, folhas de eucalipto, sabão de coco e óleos essenciais. Com estes ingredientes você consegue atender as principais necessidades de faxina. Não abre mão do cheirinho de limpeza? Capriche nos ingredientes aromáticos, como o eucalipto e óleos essenciais. Mora em local com muita umidade? Os ingredientes fungicidas e bactericidas são seus aliados, como o vinagre e o óleo essencial de melaleuca. Tem muita gordura onde você vai limpar? Detergente ou limão irão facilitar o seu trabalho. Formigas e outros insetos incomodam? Use cravo e canela ou citronela para despistar sem agredir ou matar os bichinhos. Tem animais de estimação? Para afastá-los de onde você não quer que sujem, conte também com o cravo e com a canela. Para tirar o cheiro de onde eles fazem suas necessidades, somente uma mistura de álcool e vinagre darão conta do recado. Para adicionar estes ingredientes você poderá substituir na receita original a tintura de eucalipto pela de cravo e canela ou citronela. O procedimento para fazer a tintura é o mesmo. No caso do limão, você pode usar somente as cascas que iriam para o lixo, deixando-as também imersas no álcool por 2 dias. A diferença é que ao fim deste processo, você pode bater a mistura no liquidificador e coar para aproveitar ao máximo as propriedades da casca. O vinagre você pode adicionar na mesma quantidade que usar de álcool e portanto diminuir a quantidade de água também pela metade. Os óleos essenciais você pode adicionar cerca de 10 gotas ao final da mistura. O destaque fica com o óleo de melaleuca (tee tree) que é um poderoso antibacteriano. O sabão de coco não é obrigatório, você pode fazer o desinfetante sem nenhum agente potente desengordurante e conseguir um bom efeito se o local que precisa de limpeza não tiver muita gordura. Ah, e claro que você pode usar o detergente que ensinei no E-book de Faxina Natural. --- Espero que você goste de fazer esta receita e usar na sua casa um produto menos agressivo para você e sua família.  =) Continue lendo

O lado sujo dos sabonetes antibacterianos

O lado sujo dos sabonetes antibacterianos
Sabonetes, pastas de dentes, produtos de limpeza, shampoos e grande parte dos produtos cosméticos, de limpeza e higiene pessoal contêm triclosan. Basta ler o rótulo para rapidamente encontrar esse nome - ou algo parecido como triclocarban - escrito ali na composição. Mas não para por ai, triclosan pode ser encontrado em uma vasta gama de produtos, desde tintas para pintar a casa até brinquedos de criança e tecidos de roupas. É praticamente uma substância onipresente. No final do ano passado, nos Estados Unidos, uma nova regulamentação que bane o triclosan e outros antissépticos de sabonetes foi proposta e reacendeu o debate sobre a questão do vasto uso indevido de algumas matérias-primas em produtos de higiene – e em todos os outros produtos. Mesmo sendo uma proibição apenas para sabonetes de uso doméstico foi considerada por cientistas e pesquisadores como um avanço importante. Processed with VSCO with f2 preset A União Europeia viu as tentativas de proibir o triclosan barradas em 2014, mas conseguiram limitar a concentração máxima para 0,2% em enxaguantes bucais e 0,3%, em alguns produtos cosméticos como pastas de dentes, sabonetes e pós faciais. No Brasil, a ANVISA também limita a concentração máxima em 0,3%, mas não dá indicações de uso nem outras guias.   Mas afinal, o que é o triclosan? O triclosan é um antibactericida que foi introduzido em produtos de higiene em 1972. Na época, ele era usado apenas para uso clínico e cirúrgico. Em 1990 ele foi introduzido de maneira vasta no mercado com o principal atrativo de ter maior potencial de ‘matar bactérias’ – principalmente em sabonetes antibactericidas – e como preservativo. Considerando que essa substância agora está em uma vasta gama de produtos que consumimos diariamente – inclusive em embalagens de comidas industrializadas (na UE, nenhum material ou utensílio que entra em contato com a comida pode conter a substância) – pesquisas encontraram triclosan na urina, plasma e leite materno. g-1440 Suas consequências para a saúde humana. O grande problema, e o que levou a proibição nos EUA, está relacionado com os impactos negativos do triclosan para saúde humana, incluindo sua relação com uma maior resistência bacteriana. Por exemplo, algumas pesquisas demonstraram que o uso de sabonetes bactericidas não reduzem as possibilidades de transmissão de doenças; água e sabonete comum são suficientes. Por sua vez, os impactos do triclosan na saúde humana são desconhecidos e não é realmente possível afirmar que é um componente seguro. Testes laboratoriais já detectaram que a substância é disruptora endócrina, uma exposição longa e contínua pode causar câncer de pele, além de outros problemas. No artigo do The Guardian, os microbiologistas Sarah Ades e Kenneth Keiler alertam para a questão da resistência bacteriana: “bactérias que são resistentes ao triclosan são mais propensas a serem também resistentes a outros antibióticos, sugerindo que a prevalência de triclosan pode espalhar uma resistência multidrogas. À medida que a resistência se espalha, não seremos capazes de matar tantos patógenos com drogas existentes”.   E a poluição dos mares. Por estar presente numa vasta gama de produtos, o triclosan acaba também estando presente nos nossos esgotos - restos de produtos que descem pelos ralos das nossas casas, e de muitas indústrias diariamente. O problema é que o processo de tratamento desse esgoto não é capaz de remover o triclosan da água antes dos efluentes chegarem a rios e mares. De golfinhos a algas, ecossistemas aquáticos estão sendo afetados pela substância. Ainda em 2009, uma pesquisa descobriu que o triclosan “está acumulando em golfinhos em concentrações conhecidas por perturbam o crescimento e desenvolvimento de outros animais. Os cientistas descobriram que um terço dos golfinhos de testados na Carolina Sul e quase um quarto daqueles testados na Florida cotinham traços de triclosan em seu sangue”. Além de impactar diretamente os animais, o triclosan é tóxico para as algas marinhas, organismos cruciais para equilíbrio da vida marinha. aaa Outro ponto é que como o triclosan não pode ser totalmente removida da água, pesquisadores se preocupam em seu uso para irrigação de plantações. Um dos principais pontos é que a substância quando em contato com o solo nunca desaparece, ela ‘se quebra’ em outros componentes potencialmente mais nocivos.   O que fazer agora? Manter o triclosan longe de você, sua família e dos seus animais de estimação é um começo – quando possível, opte por produtos naturais (certificados) e sem esses preservativos (tente criar o hábito de ler a embalagem). Mas é preciso também ficar de olho no tema e se mobilizar para uma proibição por parte da Anvisa – por exemplo, em julho de 2016, o Ministério Público Federal entrou com uma ação para banir o triclosan dos produtos por todas as questões expostas acima. Como a Anvisa segue os limites europeus e norte-americanos, pode ser que a proibição americana seja refletida por aqui. Esperamos e vamos nos manter atentos. Continue lendo

3 Itens Que Você Tem Na Cozinha E Que São Múltiplos

3 Itens Que Você Tem Na Cozinha E Que São Múltiplos
Às vezes estamos tão acostumados que um produto tem determinada função que não nos damos conta do quanto ele, na verdade, é múltiplo e pode nos ajudar em muitas outras coisas. O óleo de coco está ai para provar como alguns itens podem facilitar (e baratear) a nossa vida por sua versatilidade. Enquanto o óleo de coco é uma aposta unânime, 3 ingredientes menos famosos podem ser também excelentes aliados como é o caso do vinagre, o azeite de oliva e o bicarbonato de sódio. Abaixo, contamos para vocês um pouco sobre a versatilidade deles.  
  1. Vinagre de Maçã
Nós normalmente usamos o vinagre de maçã para temperar saladas. Mas ele serve para muito mais coisas – na cozinha e fora dela. Na cozinha, o vinagre de maçã pode ser misturado ao bicabornato de sódio para substituir os ovos e criar receitas veganas. Cheio de potássio e enzimas, o vinagre de maçã também é um energizante muito melhor e mais saudável que o café. Basta misturar uma colher de sopa em 250ml de água para se sentir mais disposto. O vinagre também ajuda o funcionamento intestinal, alivia dores de garganta – basta misturar ¼ de xícara de vinagre de maçã com a mesma quantidade de água morna e fazer gargarejos. Na rotina de beleza, os benefícios do vinagre de maçã são muitos – ele pode ser usado como adstringente para ajudar a combater a oleosidade e a acne, também espanta o chulé e os odores indesejados causados pelo suor, é um branqueador natural dos dentes, tem ações anticaspa e auxilia ainda no tratamento de queimaduras por ser capaz de equilibrar o pH da pele.  Para saber mais truques de como usar o vinagre de maçã na rotina de beleza, clique aqui. O vinagre de maçã também pode ser utilizado para higienizar frutas e vegetais (fique atento às quantidades e tempo de molho), se livrar de pulgões e insetos nas hortas caseiras, higienizar pinceis de maquiagem e prevenir pulgas nos cães e gatos.  
  1. Azeite de Oliva
Apesar de ser mais conhecido como ingrediente bom para ser ingerido in natura na finalização de pratos, o azeite de oliva é muito eficaz na rotina de beleza assim como o óleo de coco, porém com algumas vantagens. Para os cabelos, o azeite de oliva é um ótimo hidratante e máscara capilar. Como ele só solidifica em temperaturas bem baixas, diferente do óleo de coco, ele não causa sensação de rigidez nos fios. Para ser usado na pele do rosto como hidratante ou demaquilante, quem tem tendência à acne e pele oleosa deve preferir o azeite de oliva ao óleo de coco por ser menos comedogênico. O azeite de oliva pode ser usado tranquilamente para hidratação das partes do corpo mais ressacadas diariamente. O azeite de oliva também pode ajudar desde a aliviar dores de dente e de ouvidos e ajudar a desinflamar a gengiva até polir móveis de madeira. Já sua ingestão ajuda em úlceras e problemas gastrointestinais. Saiba mais clicando aqui.  
  1. Bicarbonato de Sódio
O site Melhor Com Saúde listou 30 (isso mesmo, trinta!) formas de usar o bicabornato de sódio. Nós não vamos falar de todas elas por aqui, mas vamos falar das que achamos mais interessantes. Um dos usos mais interessantes do bicarbonato é na limpeza da casa – ajudando a limpar pias, azulejos, louças, e também tirar cheiros desagradáveis da geladeira e microondas. Adicionar bicarbonato no sabão em pó também é uma maneira de usar menos sabão e ter roupas igualmente limpas. A Cristal Muniz, do Um Ano Sem Lixo, já deu algumas boas dicas de como usar bicabornato na limpeza diária e em outras coisinhas mais. Continue lendo

Revendo a forma de cuidar dos seus cabelos

Revendo a forma de cuidar dos seus cabelos
Na discussão sobre modos de vida menos agressivos ao meio-ambiente e à nossa saúde, muitas vezes caímos nas nossas atitudes pessoais, nos costumes do dia-a-dia. No meio de tudo isso está a indústria do cosmético, que trabalha com soluções milagrosas para solução de problemas que, no fim, muitas vezes são gerados com o único propósito de despertar a noção de que há algo de errado, efetivamente. Os shampoos e condicionadores são um bom exemplo, muitos usam um composto chamado sulfato agressivo (como o lauril sulfato de sódio), que tem o objetivo de limpar profundamente. O revés está que, nesse processo, muitas proteções naturais dos cabelos são retiradas e o corpo trabalha para repô-las, criando o “efeito rebote” – onde o organismo produz mais de uma substância para repor uma que é drasticamente removida, assim, por exemplo, o produto para deixar o cabelo menos oleoso acaba deixando-o mais oleoso ainda – mantendo um hábito que, além de não saudável, é pouco eficiente. Mas como podemos fugir desse ciclo? Bom, algumas empresas já começam a desenvolver produtos mais naturais e você pode optar por estes, mas nada melhor que você mesmo saber meios para lidar melhor com seu cabelo e as particularidades deles, né? Quem é de São Paulo vai poder comparecer na nossa loja e conversar com uma especialista no assunto. A Camis Fank é cabeleireira visagista e terapeuta capilar, com formação em visagismo com Phillip Hallawell e Terapia capilar pela ABT (Academia Brasileira de Tricologia) e outros cursos técnicos  graduanda da Universidade Anhembi Morumbi em Visagismo e Terapias Capilares. Atende em seu estúdio, a Sala de Corte, com agendamento prévio.   Vem passar uma tarde gostosa na Insecta para conversar sobre cabelos, beleza e saúde capilar, tirar dúvidas e receber orientações? Quando: dia 8/10/16, às 14 horas Onde: Rua Artur de Azevedo, 499 – Insecta São Paulo Evento gratuito Continue lendo

5 livros para entender a beleza natural

5 livros para entender a beleza natural
Alguns meses se passaram desde que eu lancei, junto com a Insecta, um pequeno e-book de beleza natural (clique aqui para fazer o download). A ideia era inspirar a autonomia cosmética, isto é, mostrar soluções e dicas simples para substituir os produtos industrializados e fazer em casa receitas saudáveis e ecológicas. Recebi alguns pedidos e então fiz uma lista com livros inspiradores para quem quiser aprofundar o conhecimento desse assunto. O mais legal é que todos esses livros que indico aqui foram escritos por mulheres com histórias transformadoras. A gente pode entender os gatilhos que levaram as autoras a repensar a forma como cuidavam da sua beleza. Tomar conhecimento da experiência da outra pode dar leveza à nossa própria jornada, não é?   SKIN CLEANSE, Adina Grigore (em inglês) Não bastasse ser a musa-empreendedora à frente da marca de cosméticos naturais mais bacana de Nova Iorque (a S.W. Bascis), Adina Grigore é também a autora de um dos livros mais empolgantes da prateleira da beleza natural. Graças a sua visão holística do assunto, ela consegue relacionar beleza e nutrição de uma forma muito divertida e gostosa de ler. Seus argumentos são convincentes e ela diz que uma pele mais calma e feliz tem relação com muito mais coisas, além de produtos e procedimentos estéticos. Na verdade, pode ser muito menos, já que ela propõe uma experiência detox que consiste em ficar 24 horas livre de produtos.   LOOK GREAT, LIVE GREEN, Deborah Burnes (em inglês) A autora desse livro também é dona de uma marca de cosméticos (pode ser um padrão!), mas elas vai muito mais para o lado ativista, que luta contra e tem vontade de desmascarar a indústria para o mundo. Toda a leitura é bem didática; ela mostra o tempo todo regras sobre como escolher produtos de beleza ou ingredientes para evitar. Boa parte do livro é tomada por uma análise comparativa de produtos à venda nos Estados Unidos, pode parecer pouco útil para quem não vive por lá mas as repetições de fórmulas devem te deixar craque para fazer suas próprias compras no Brasil.   O LIVRO DE RECEITAS DA BELEZA NATURAL, Publifolha (em português) Esse livro é a tradução do BEAUTY BOOK da Neal's Yard Remedies, marca britânica que produz cosméticos naturais desde 1981. São mais de 100 receitas elaboradas por quem entende muito do assunto. Além das preparações sugeridas, o livro conta com um diretório de ingredientes, com explicações detalhadas sobre as matérias primas mais comuns nas receitas de beleza. Um problema dos livros de receitas traduzidos ou importados (vale também para alimentação) é que alguns ingredientes não são encontrados no Brasil e demandam um esforço maior para encontrar equivalentes ou substitutos.   GUIA DE BELEZA NATURAL, Flávia Lippi (em português) O único livro sobre esse tema escrito em português foi lançado em 2006 mas continua muito atual e relevante. A autora, Flávia Lippi, foi uma das criadoras e apresentadoras do programa Reporter Eco da TV Cultura. Ela fez um compilado de receitas (todas testadas por ela!) e textos para mostrar que precisamos repensar nossos conceitos de beleza e o que fazemos para alcançá-la.   HOLISTIC BEAUTY FROM THE INSIDE OUT, Julie Gabriel (em inglês) A nutricionista Julie Gabriel apresenta quatro pilares para a beleza natural: cuidados naturais, nutrição holística, alívio do stress e estilo de vida saudável. Ela acredita que a beleza pode ser encontrada na harmonia psicológica e física. "Nosso corpo é equipado com uma série de ferramentas para manter e restaurar seu funcionamento", diz Julie. O livro tem listas espertas de produtos para evitar, alimentos importantes para a nutrição e receitas à base de plantas e óleos. Continue lendo

Novidades no mercado de beleza natural

Novidades no mercado de beleza natural
Mais uma vez  visitei a Bio Brazil Fair | Biofach America Latina em busca de novidades dentro do nicho de beleza natural e orgânica. A feira, que ocorre anualmente em São Paulo, é o principal encontro do mercado de orgânicos na América Latina. Até o dia 11 de junho, 117 expositores apresentam seus produtos com certificação orgânica ou natural. Lá encontramos cafés produzidos sem agrotóxicos, geleias de frutas nativas, calcinhas de algodão orgânico, bala de goma vegana, sorvetes naturais e, o foco da minha busca, os cosméticos naturais. É interessante observar não só os produtos, mas o que todo esse evento comunica, as mudanças na mentalidade dos negócios e nas atitudes do consumidor final. Se as marcas sentem vontade de comunicar a origem da sua matéria prima vinda de cultivo próprio ou o diferencial da suas bioembalagens feitas a partir da mandioca, é porque mudanças grandes estão tomando força. As novas marcas de beleza trazem ótimo fôlego pro mercado nacional, que ainda dependia da importação de produtos americanos ou europeus. Vem ver!   - Bioart A Bioart traz boas ideias com os seus lançamentos, que podem inspirar práticas melhores no mercado. São quatro grandes lançamentos. O mais interessante é o lançamento do refil de suas maquiagens naturais. São vendidos sachês para o pó facial, o primer e a máscara de argila. Ainda em maquiagens que cuidam da pele, estão a base líquida feita com argila e disponível em três tons (clara, média e escura). O gloss nutritivo na cor beterraba também é lançamento, a marca garante que ainda pode ser usado na pálpebra, como base para a sombra. Por fim, lançaram o creme facial Dermo Essencial, que tem ação regeneradora. Cópia de IMG_4679 Cópia de IMG_4700   - Livealoe A Livealoe possui a Aloe Vera como base para seus produtos cosméticos, que somada ao poder de outras plantas garante ótimos resultados. É na chácara Morada do Sol que é produzida a Aloe Vera, em plantação consorciada com outras culturas como milho, arroz e açafrão (nada de monocultura por lá!). Eles se orgulham da proximidade entre a produção e a indústria, garantindo frescor e alta concentração de ativos. Para a feira, as novidades são novas fórmulas para o desodorante (com fragrância natural de gerânio, lavanda e ylang ylang) e para o hidratante (com cupuaçu). Também apresentam uma loção de Aloe Vera com Citronela que traz proteção e alívio natural. Cópia de IMG_4796   - Almanati Almanati é a boa surpresa da feira, a marca que foi lançada lá mesmo, veio de Campinas com bons produtos e atendimento muito simpático. Todos os produtos possuem certificação IBD de produtos naturais, além dos selos Demeter (produtos biodinâmicos) e I'm Green (que identifica embalagens feitas em polietileno derivado da cana de açúcar). Somente o hidratante labial não é vegano, pois contém cera de abelha. Estão disponíveis três linhas: as que contemplam os cuidados com o rosto e com o corpo e uma linha masculina.  A base dos produtos também é a Aloe Vera, cultivada localmente, que contribui para a hidratação da pele, assim, os cremes não precisam ter água adicionada. Cópia de IMG_4717   - Alva, Lafes e Acorelle A Alva, marca alemã que por muito tempo foi a única opção de maquiagem orgânica no Brasil, não trouxe novidades para a feira. Mas eu não podia deixar de citar e agradecer, pois sem ela provavelmente esse mercado teria demorado muito mais para se desenvolver. Seu mais recente lançamento foi a linha de maquiagens matte, sem brilho. A marca ainda possui uma das maiores variedades de produtos certificados orgânicos pela Ecocert. Na feira passada, a marca francesa Acorelle já dava as caras no mercado, e deixou muitas pessoas desejando seu protetor solar (que seria a única opção no mercado nacional). Mas o produto ainda demora para chegar nas lojas. A marca americana Lafes tem uma ampla linha de produtos naturais, ela chega ao Brasil pelas mãos da Ananda Boschilia, mesma representante da Alva e da Acorelle. O foco em território nacional serão os desodorantes, com mais variedade de formatos (roll-on, spray, stick e pedra) e preço pouco mais acessível, se comparado aos produtos da própria Alva. Cópia de IMG_4788Cópia de IMG_4773 Cópia de IMG_4781   - Surya Clelia Angelon e sua filha Wanda Malhorta fundaram a Surya Brasil em 1995 e desde então se dedicam a criar de maneira mais saudável cosméticos naturais, orgânicos e veganos. Depois de muitos lançamentos, como os esmaltes e óleos de massagem ayurveda, a Surya apresenta apenas o óleo masculino para barba como novidade na feira. Ele é rico em óleos vegetais e possui certificado orgânico Ecocert e cruelty free (livre de testes em animais). Cópia de IMG_4730   - Weleda A suíça Weleda já é uma marca consagrada no Brasil, entre seus medicamentos homeopáticos está uma ampla linha de cuidados com o corpo e cabelos. Como novidade, apresenta a linha de cuidados faciais e fortalecimento de Prímula, que possui 5 etapas de utilização. Cópia de IMG_4745   - Souvie A marca não é exatamente um lançamento, já que faz vendas online há alguns meses, mas eu estava ansiosa para conhecer ao vivo. No que diz respeito à origem de seus ingredientes, é uma das marcas mais transparentes, no site é possível verificar o país de origem e saber se a matéria prima é produzida na fazenda própria ou trazida de fora. Por enquanto os produtos focam em gestantes e recém-nascidos, com hidratante anti estrias, sabonetes e até creme preventivo de assaduras, mas o plano é expandir. Os produtos sem fragrância devem agradar alérgicos e pessoas mais sensíveis. Cópia de IMG_4750   - Organela Um dos produtos naturais mais desejados são as maquiagens. A Organela chega para suprir essa carência do mercado, que ainda tem poucas opções. A marca faz pré-lançamento na feira, mas o site só deve ficar pronto no final do mês. Eles possuem uma linha inteira, com 12 produtos (corretivo, batom, blush, gloss, rímel, delineador, bbcream, sombra, pó compacto, base compacta, iluminador e balm labial). O produto é fabricado no Brasil, com embalagens de papelão e certificado Ecocert. Cópia de IMG_4763   - Bio Vegan A marca de dermocosméticos La Vertuan, estabelecida no mercado desde 1989 lançou na feira a Bio Vegan, demonstrando atenção aos desejos dos consumidores. Com produção em Santa Catarina, pretendem cobrir o mercado nacional e também internacional. Seus produtos veganos passam pelo processo de certificação orgânica com a Ecocert. A linha com ativos de superalimentos (quinoa e goji berry) apresenta gel de banho, hidratante e óleo de banho. As embalagens também recebem o selo I'm Green, de "plástico verde". Cópia de IMG_4766   - Arte dos aromas A marca que foca seus esforços na aromaterapia e no uso da argilas lança seu primeiro produto de maquiagem. São quatro cores de batom em tons de rosa e vermelho. A composição dos produtos é vegana e eles possuem certificado orgânico emitido pela Ecocert. Cópia de IMG_4662 Continue lendo

X vinnu_lennartc

Opssss

A gente tá trabalhando em algumas novidades e por isso a loja estará instável das 16h as 18h.

Logo, logo estaremos de volta, tá!