Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

Calce Uma Causa

A tartaruga que vai fazer você dizer adeus aos canudos descartáveis

A tartaruga que vai fazer você dizer adeus aos canudos descartáveis
Canudos descartáveis estão tão presentes no nosso dia à dia que parecem ter se tornado um item quase essencial. No restaurante, no bar, na festa de aniversário, no carrinho de cachorro quente... não importa onde você for, onde tem bebida vai ter canudo. É só quando nós paramos para refletir sobre o ciclo de vida do canudo (e de praticamente qualquer item descartável do gênero) que a maneira a qual olhamos para ele muda. Polipropileno e poliestireno são as matérias-primas, não biodegradáveis e de fonte não renovável, geralmente usadas na produção dos canudos. Para piorar, canudos agora vêm embalados um a um, garantindo uma dose extra de matéria-prima envolvida na história. Falando de maneira grosseira e simplista, para produzir canudos nós precisamos que haja extração da matéria-prima, produção do material e transporte. Tudo isso para o canudo chegar até nós, darmos meio dúzia de sugadas na nossa bebida e jogarmos ele e sua embalagem unitária no lixo. E é a partir desse ponto que o problema se agrava; no descarte. Segundo a campanha americana The Last Plastic Straw, só nos Estados Unidos são 500 milhões de canudos usados e descartados diariamente, quantidade suficiente para encher 127 ônibus escolares de canudos. Em campanhas de limpeza na costa californiana, o canudo está entre os 10 itens mais encontrados nas coletas. Na Internet, o vídeo da tartaruga que virou ‘garota propaganda’ da campanha “No Plastic Straw” (não ao canudo plástico) tem mais de 6 milhões de visualizações. O vídeo de 8 minutos mostra pesquisadores removendo um canudo alojado na cavidade nasal de uma tartaruga marinha. Christine Figgener, da Universidade do Texas A&M e especialista em tartarugas marinhas, que estava com a equipe quando a tartaruga foi encontrada e o canudo removido, conta que o canudo estava enfiado pelo nariz na tartaruga até a garganta, causando dificuldades de respiração e alimentação. “Nós estamos falando sobre o problema dos canudos plásticos há anos, mas ver o vídeo, por mais horroroso que ele seja, era o que precisava para fazer as pessoas acordarem”, disse ela em entrevista dois meses após o vídeo. Outras campanhas relacionadas aos canudos, como a Be Straw Free, do menino de 9 anos que rodou os Estados Unidos em 2011 conversando com donos de restaurantes e tentando os convencer de não usar canudos, acontecem há anos. O grande problema é a conscientização não só dos estabelecimentos como também da população. Recusar o canudo e mandar sugestões para os responsáveis pelos estabelecimentos é o melhor que podemos fazer para reverter esse problema. Se você gosta muito de canudos, use versões reutilizáveis de plástico, aço inox e até mesmo bambu. E se não estiver com o seu reutilizável na hora, não tem problema. Você ainda conseguirá tomar sua bebida sem ele e se precisar mexer o drink ou o suco, é só pedir uma colher. Sempre que ver um canudo, lembre da tartaruga do vídeo, vai ficar fácil recusá-lo. Continue lendo
x