Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

Proteger animais não é tão difícil quanto você pensa

Seta Fina Esquerda ícone
Proteger animais não é tão difícil quanto você pensa
Hoje queremos falar com você, que tem e ama um bichinho, deixa seu cachorro dormir na sua cama e passa maior parte do seu tempo com um gato no colo. A conversa é sobre proteção animal e seus estigmas. Muita gente não sabe o que é, de fato, ser um protetor dos animais. Para tentar explicar, vamos contar a história da querida Abgail, nossa mascote. Processed with VSCOcam with f2 preset A Abgail era uma cachorra de rua, uma vira-lata com tudo que isso incluir: vagar pelas ruas correndo riscos de ser atropelada, fuçar em lixo para comer, ser exposta a doenças e ficar prenha de vários cachorrinhos que nascerão na rua e repetirão essa história (em uma progressão geométrica - uma cadelinha de porte médio pode dar vida a 5 crias, em média). Trágico né? Bom, digamos que protetor animal é qualquer pessoa que, em certo ponto dessa história, interrompe esse ciclo. Alguns denunciam maus-tratos, resgatam cachorros da rua, levam para casa, castram, alimentam, levam em um veterinário, cuidam, dão lar temporário até encontrar alguém para adotar, ou adotam eles mesmo. Esse trabalho é sem fim, porque sempre tem algum cachorro precisando. Nenhuma parte desse processo parece impossível, né? Não é mesmo. Você mesmo pode ajudar! Como? Algumas dicas pra você:
  1. Pegando aquele cachorro perdido na rua e levando em um centro de zoonoses para ser castrado. É gratuito! Cada pessoa pode castrar até 10 animais, você só precisa se inscrever com seu CPF. Procure informações na sua cidade.
  2. Pode ser lar temporário e algum bichinho até conseguir um lar definitivo! Para isso você mesmo pode resgatar ele ou apoiar uma ONG que resgata e promove adoção responsável.
  3. Pode denunciar maus tratos (para a Polícia Militar - 190, Bombeiros - 193, ou Ibama 0800 61 80 80)
  4. Tá, e se você não tem tempo nem espaço, pode apoiar uma Ong de protetores que realiza esse trabalho super importante! Se não com dinheiro, com ração, com carona, ou até mesmo com divulgação. Têm várias por aí que sempre precisam de uma mãozinha.
Se nenhuma das dicas te ajudou, que tal começar não alimentando o mercado de animais? Outro ponto importante da proteção é a valorização da adoção em detrimento da compra. O mercado de animais é cruel em muitos níveis, além dos criadores usarem vidas para procriarem, vendendo os filhotes, essa cultura de consumir seres vivos deixa de lado milhares de vidas nas ruas. Que tal começar não comprando um bichinho e começar a conversar sobre adoção com seus conhecidos, amigos e familiares? adote Nós apoiamos a ONG Move Institute com o desenvolvimento do Scarabeus Cães. Saiba mais sobre a iniciativa clicando aqui! 

Deixe um comentário

x