Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

O seu protetor solar causa problemas ambientais?

Seta Fina Esquerda ícone Seta Fina Direita ícone
O seu protetor solar causa problemas ambientais?

Se você usa protetor solar diariamente, esse post é pra você. Mas também é pra quem só usa na praia ou piscina (e deveria usar diariamente, viu?). Vamos te contar um pouco sobre protetores solares químicos, físicos e a importância de saber qual é qual. 


Protetores químicos

  • São os mais conhecidos e comprados. São feitos com ingredientes que penetram na sua pele, assim como os raios solares, e absorvem as radiações solares. 
  • Muitos dos ingredientes são nocivos à saúde e ao meio ambiente, tanto que no Brasil tem PL em tramitação para proibi-los.
  • E em lugares do México, Havaí e Palau eles já estão banidos.  
  • Mesmo que você more longe da praia ou não mergulhe no mar, os químicos vão parar na água pelo chuveiro quando você toma banho. Outra parte deles é absorvida pelo seu corpo. 

Os danos ambientais


Os danos à saúde

  • Oxibenzona (benzophenone-3): relacionada a distúrbios hormonais.  
  • ‍Homosalato (homosalate): desequilibra hormônios como estrogênio e progesterona.
  • Ensulizole (phenylbenzimidazole sulfonic acid): relacionada a casos de câncer.
  • 4-metilbenzilideno-cânfora (4-methylbenzylidene camphor): relacionado a distúrbios endócrinos.
  • Octinoxato (ethylhexyl methoxycinnamate): alergias e distúrbios hormonais.
  • Sim, todas essas substâncias aparecem na maioria dos protetores solares químicos.

MEODEOS, o que usar então?

Calma, que temos a resposta. Não precisa sair sem proteção! 

  • Uma boa opção é usar protetores físicos (além de evitar o sol entre as 10h e as 16h, apostar em chapéu, guarda-sol, mangas longas e tecidos inteligentes sempre que possível).
  • Esses protetores criam uma barreira física na nossa pele, que reflete a radiação solar.
  • São feitos com óxido de zinco e dióxido de titânio, muito mais suaves na pele. 

Legal! Posso fazer o meu em casa?

  • NÃO! E óleo de coco também não é proteção solar, ok?
  • Protetores solares físicos precisam industrializados, com regulamentação da Anvisa e farmacêutico responsável, como a Cristal Muniz explicou muito bem nesse super guia aqui.

Beleza, então onde encontro? 

As maravilhosas Nyle Ferrari, Esthefany Tavares, Juliana Rocha, Leila Marin e Tereza Thomé fizeram uma super análise de acordo com o banco de dados do Environmental Working Group’s (EWG), que é pesquisa substâncias químicas nocivas para a saúde e para o meio ambiente. Elas chegaram a uma lista com os melhores e piores protetores solares e você pode conferir aqui.


O bacana é que essa lista ainda conta com outras observações, como: se a marca testa em animais, se usa ingredientes de origem animal e ainda se o SAC é atencioso com o consumidor. ;)

Deixe um comentário

x