Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone

Gringos que (en)cantam o Brasil

Seta Fina Esquerda ícone
Gringos que (en)cantam o Brasil
No Brasil é moda pagar pau pra gringo. Se não fosse, a maioria das bandas recém formadas não curtiriam tanto fazer cover em inglês. E nos programas de calouro/auditório então… é um festival de gente pagando mico por fazer o famoso ~embromation~. E se essa ordem se invertesse e gringo começasse a querer cantar em português? Ia ser lindo! Essa moda infelizmente ainda não pegou, mas já existem alguns covers bem legais de gente que arriscou cantar em um dos idiomas mais difíceis do mundo. E não é que não se saíram mal? Reunimos aqui os que a gente mais gostou até agora:   1. Beirut, Leãozinho (Caetano Veloso) Quando o assunto é MPB, Zach Condon é eclético. Gosta de tudo: desde os veteranos João Gilberto e Tom Jobim até Los Hermanos. Ele  até já declarou que queria ser Jorge Ben Jor. Em 2008, a música “Elephant Gun” foi escolhida pra abertura da mini série Capitu, da Globo. E bombou aqui! Pra homenagear o país que o recebeu com tanto carinho, ele gravou um cover da música “Leãozinho”, clássico de Caetano Veloso. E o resultado é incrível:   2- Belle And Sebastian, Minha Menina (versão dos Mutantes) Depois de Caetano Veloso, Os Mutantes são a banda tupiniquim mais conhecida na gringa. Kurt Cobain, Beck, David Byrne, Beastie Boys e outros grandes nomes já declararam ser fãs da banda, mas nenhum desses músicos tem cover dos Mutantes. A primeira banda a arriscar (pelo menos publicamente) foi o Belle & Sebastian durante um show no finado Free Jazz Festival, no Rio, em 2001. A música escolhida foi “Minha Menina” (que originalmente é do Jorge Ben Jor, mas que estourou na versão dos Mutantes). O português saiu bem enrolado, Stevie Jackson se virou como pôde, mas não importou muito porque a plateia foi a loucura com o cover.   3- Of Montreal, Bate Macumba (Mutantes) Outra banda que fez cover dos Mutantes foi o Of Montreal. A gravação faz parte do álbum “Red Hot + Rio 2”, coletânea com versões de clássicos da Tropicália. O disco foi feito pra arrecadar fundos para a luta contra o HIV e Aids <3   4- The Black Eyed Peas, Mais Que Nada (Jorge Ben Jor) Esse aqui você já deve conhecer. Em 2011, o Black Eyed Peas gravou ao lado de Sérgio Mendes o clássico “Mais Que Nada”, do Jorge Ben. O cover foi super elogiado. E teve até gente que achou que a música era dos americanos de tão bem reproduzida que foi...   5- Bjork, Travessia (Milton Nascimento) Bjork é fã declarada de Elis Regina. Inclusive, a canção “Isobel”, do álbum “Post”, de 1995, é dedicada à cantora brasileira. A islandesa gravou um cover de “Travessia”, canção de Milton Nascimento que é super conhecida na voz de Elis Regina. O resultado não foi dos melhores. A gente leva um tempo pra perceber que ela está cantando em português, mas a versão ganha um crédito especial porque Bjork fica com um sotaque bem bonitinho no nosso idioma. Valeu a tentativa :)   6- Damien Rice + Lisa Hannigan, Desafinado (Tom Jobim) Essa aqui é pra fechar com chave de ouro. Parece até que Desafinado, de Tom Jobim, foi feita especialmente pra Damien Rice e Lisa Hannigan. A dupla fez um cover tão fofo da música (com direito a violãozinho, violino e um sotaque lindo) que a gente ficou desejando que eles cantassem em português pra sempre. Assim a gente enche o peito pra falar que é brasileiro, né?

Deixe um comentário

x