Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

Conversamos com a Dona Eni, uma das artesãs responsáveis por costurar a collab Insecta + Colibrii

Seta Fina Esquerda ícone
Conversamos com a Dona Eni, uma das artesãs responsáveis por costurar a collab Insecta + Colibrii

Pra quem ainda não está por dentro, unimos forças com mais uma marca que tem tudo a ver com a Insecta, a Colibrii. Todas as peças da collab foram produzidas a partir de calças jeans reaproveitadas, tecido ecológico de garrafa pet, cintos de segurança de carros e guarda-chuvas. Além disso, a produção das mochilas e necessaires foi feita por artesãs de comunidades de Porto Alegre.

Hoje foi o dia de trocarmos uma ideia com a Dona Eni, uma das costureiras responsáveis por dar vida a essas peças, olha só que fofa!

Durante o papo, ela nos contou que no momento em que o consumidor fica consciente das pessoas envolvidas no processo produtivo, o material produzido se torna muito mais humano. Além disso, ter a oportunidade de trabalhar na própria casa é muito mais saudável: “O tipo de trabalho realizado aqui é muito diferente de trabalhar numa confecção com o patrão. Aqui, podemos trabalhar por conta.” Em meio a uma costura e outra, sempre acaba rolando um chimarrão com a sua companheira de trabalho Neni, é outro clima!

Segundo a artesã, o resultado final dos produtos acaba sendo muito diferente das peças encontradas na maioria das lojas: tudo se torna mais exclusivo. “Apesar de seguirmos um padrão na confecção das peças, nenhum produto sai exatamente igual ao outro. Pode rodar o mundo e não vai encontrar um produto idêntico.”

A Eni acredita que um trabalho feito a mão/artesanal possui outro valor: “É um trabalho feito com mais prazer, por amor. Claro que a questão financeira é importante, mas a paixão é que move a produção. É incrível, ficamos em êxtase ao produzir.” A liberdade de criar e inventar são pontos que também contribuem durante o processo de produção.

Reaproveitamento foi um dos principais diferenciais da parceria do besouro e do colibri ter dado tão certo: "há uma infinidade de materiais disponíveis por aí. Incomoda quando vejo tanto material no lixo, entupindo bueiros, e que poderiam estar sendo aproveitados." 

Clique aqui para conferir o resultado do trabalho da Dona Eni.

Colibrii_02.5

 

Deixe um comentário

x