Fechar ícone

Cozinha lixo zero: como reaproveitar o que você anda jogando fora

Seta Fina Esquerda ícone Seta Fina Direita ícone
Cozinha lixo zero: como reaproveitar o que você anda jogando fora

Quando falamos em lixo zero, a primeira coisa que vem à cabeça é recusar sacolinhas, evitar embalagens e deixar de usar plásticos de uso único, certo? Mas esse conceito é muito mais amplo e também se aplica aos resíduos não recicláveis, ou o famoso lixo orgânico. Os resíduos orgânicos são todo e qualquer material de origem biológica, como sobras de alimentos, borra de café, resíduos de jardinagem, dejetos humanos e animais. 


Diariamente são geradas mais de 40 mil toneladas de lixo orgânico no Brasil. E grande parte disso vem da cozinha, com restos de comida, cascas, talos e partes de vegetais que ainda tinham potencial de uso mas acabam indo fora. 


O Banco Mundial prevê que o volume de lixo produzido no mundo vai aumentar em cerca de 70% nos próximos 30 anos. Se queremos falar sobre a sobrecarga da terra, precisamos lembrar disso também: produzir alimentos e jogar no lixo é um jeito de desgastar os recursos naturais - e jogar dinheiro fora!


Por isso, separamos 5 jeitos de reduzir o seu lixo orgânico. São cascas, talos e partes de vegetais que têm muito potencial e não precisam ir diretamente para a lixeira! Use tudo até o fim e saiba que aqui são só 5 dicas, mas esse universo é muito mais amplo. 


Limão


Antes de jogar fora o limão espremido, ele pode ser usado para limpar e até desengordurar várias coisas na cozinha:


Para limpar a parte interna da chaleira, encha-a com água e um punhado de cascas de limão e ponha-a para ferver. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e deixe descansar por uma hora. Escorra e lave bem. 


Para desengordurar alguma superfície, é só aplicar sal e bicarbonato de sódio e esfregar meio limão. Essa técnica é ótima para limpar tábuas de corte! Os potes plásticos que você usa para aquecer a marmita de todo dia podem ficar de molho em uma mistura de água e limão para tirar odores e manchas. 


Limão e/ou outras frutas cítricas


Não só o limão, mas qualquer outra fruta cítrica pode ser usada para fazer um vinagre limpador super cheiroso e eficiente. É só colocar as cascas da fruta em um pote de vidro com vinagre branco suficiente para cobrir todas as cascas. Deixe tampado descansando por duas semanas. Depois desse tempo, coe a mistura e use em um borrifador para limpar a cozinha, o banheiro e qualquer superfície engordurada!

Café


Além de estimulante pra você, o café pode ser também para as suas plantinhas. A borra do café tem nutrientes importantes para o solo: carbono, nitrogênio e matéria orgânica. Misture com água na proporção de 100 gramas de borra para um litro de água e borrife nos vasos e canteiros de plantas. 


Além de ser um ótimo fertilizante, essa mistura ainda ajuda como repelente de larvas, caracóis e lesmas, elimina bactérias e outros micro-organismos danosos ao solo.  


Batata


Na hora de cortar a batata, não jogue as pontinhas fora! Elas podem ser usadas para tirar a ferrugem de panelas e outros utensílios de ferro. Polvilhe a panela ou forma com sal, esfregue bem a batata na superfície, enxágue, seque, cubra levemente com óleo por dentro e por fora e aqueça a panela no forno a 200º por 30 minutos. Pronto!


 


Couve


Mais uma receitinha para as suas plantas: os talos da couve são super nutritivos e também podem ajudar a enriquecer o solo e fortalecer as plantinhas. Guarde os talinhos que não usar na sua refeição e faça uma infusão em água, deixando descansar por 24 horas. Retire os talos, coloque o líquido em uma garrafa e use para regar as plantas. . 


Cebola e alho


Sabia que as cascas de cebola e alho podem virar um pesticida natural? Ao invés de intoxicar a sua horta ou as suas plantas com produtos químicos, use o que a natureza já tem de bom. 


Para se livrar de piolhos, pulgões e outras pragas, coloque as cascas da cebola e do alho em uma panela com água. Espere ferver e desligue o fogo. Espere a água esfriar e, depois, coe. Coloque esse líquido num borrifador e aplique nas plantas. Tchau, bichinhos chatos!


Vale também usar em pratos ou compostar!


Além de servirem para substituir industrializados na limpeza e outras utilidades domésticas, cascas de frutas, talos e restinhos também podem ser usados para a alimentação. Só porque o corte ou a parte do vegetal não serviu para uma receita, não quer dizer que não pode ser usado em outra!


A ideia mais simples é guardar e congelar todos esses restinhos até ter uma quantidade considerável. Depois, é só ferver, acertar o sal e pronto: você já tem um caldo de vegetais pronto para usar em várias receitas. 


Agora, se os restinhos por algum motivo não estão bons para alimentação, você sempre pode compostar. A compostagem é a reciclagem do resíduo orgânico, que se transforma em um excelente fertilizante para as suas plantinhas ou para a sua horta. 

Deixe um comentário