Seu Carrinho
Fechar alternativas ícone
Frete Ok

6 Passos Para Um Guarda-Roupa Amigo Dos Animais

Seta Fina Esquerda ícone
6 Passos Para Um Guarda-Roupa Amigo Dos Animais
Muitas pessoas nem sabem, mas pendurado em nossos cabides e guardados em nossas sapateiras há produtos que precisaram de muito sofrimento e dor para chegarem até ali. Lã, couros, seda, cashmere, angorá, pelos e peles no geral são todas matérias-primas ‘retiradas’ de animais em métodos cruéis e em um escala que torna impossível a garantia de bem estar dos mesmos – estima-se que cerca de 1 bilhão de animais mortos anualmente pela indústria da moda. O lado bom é que, ao contrário do que parece, é bem possível construir um guarda-roupa amigo dos animais e livre de crueldade. É preciso um pouco de dedicação, principalmente no começo, mas depois tudo vai ficando mais fácil. E se você está pensando que vai precisar mudar seu estilo, você está enganado, há muitas opções boas por aí e provavelmente alguma delas tem exatamente a sua medida. Com nosso passo-a-passo bastante simples e eficaz, vai ficar muito mais fácil construir um armário mais consciente:   1 - Seja Curioso E Se Informe O passo mais importante e que vai realmente te ajudar a entender o que significa comprar produtos de moda com matéria-prima de origem animal e porquê é importante pensar sobre isso é a informação. Pesquise da onde vem o couro de boi, bezerro, porco ou cabra. Da onde vem a lã? Da onde vem o couro de crocodilo? Da onde vem a seda e as penas? Da onde vem a pele? Como esses materiais são produzidos, em quais condições para os animais? Questione-se e procure as respostas. 2 - Não Jogue Nada Fora Depois que você entendeu algumas coisas, provavelmente seu olhar em relação às peças feitas usando animais de matéria-prima não será mais o mesmo. Mas não é necessário jogar o que você já tem fora e comprar coisas novas. Faça bom uso das jaquetas, sapatos e casacos já que você já comprou e lá estão eles (a não ser que você realmente se sinta mal com isso, nesse caso doe as peças para organizações que farão bom uso delas). A ideia é ficar atento e fazer compras livres de crueldade de agora em diante. 3 - Crie O Hábito De Ler A Etiqueta De Composição Se você não era uma pessoa acostumada a ler a etiqueta de composição das peças (essa aqui), agora é importante que você crie esse hábito porque nem sempre é possível saber de qual matéria-prima a peça é feita só de olhar para ela. Em produtos como sapatos e bolsas, se você não achar a informação, pergunte ao vendedor. Se você estiver fazendo uma compra online e essa informação não estiver disponível, mande um email para o SAC do e-commerce. Lembrando que as marcas são obrigadas por lei informar corretamente aos clientes sobre a matéria-prima de seus produtos. 4 - Pesquise Marcas E Alternativas Grandes marcas dessas de shopping contam com várias opções de produtos feitos com matérias-primas naturais e sintéticas. Sapatos, bolsas e roupas podem ser encontrados facilmente nas prateleiras das grandes magazines. Entretanto, a missão fica mais difícil se você quiser produtos de luxo, afinal produtos de origem animal ainda significam status. A escritora Tansy Hoskins nos lembra:  “o que é uma bolsa de pele além de um sinal de que você é rico e poderoso o suficiente para comandar e destruir a natureza?”. Se você estiver em busca de produtos de luxo, a dica é Stella McCartney (que usa lã e seda), mas não usa couros e peles. Também dá pra se aventurar em sites estrangeiros e marcas estrangeiras que vendem e produzem itens bastantes  refinados como Jill Milan e Freedom of Animals. No Brasil, temos muitas marcas entre o luxo e os produtos mais populares. Dá uma conferida na coluna mensal Feito No Brasil para encontrar várias dicas de marcas brasileiras e que não usam matérias-primas de origem animal em sua produção. 5 - Siga Pessoas Que Já São Experts No Assunto Se você pensa que não temos blogueiras especialistas no tema por ai, você está enganado. O PETA tem até um prêmio dedicado às veganas com o melhor estilão e a Love and Blossoms levou o prêmio esse ano como a mais bem vestida no Reino Unido. A Eslovênia Sasa, do Duckalicious é outro nome queridinho. No Brasil, temos meninas especializadas em beleza, mas não conhecemos nenhuma de moda. Conhece alguém? Deixa a dica nos comentários! 6 - Compre De Segunda Mão Uma outra dica é que, principalmente para produtos mais duradouros como casacos e jaquetas, comprar de segunda-mão em brechós e bazares é uma maneira de não colaborar com a matança e ainda dar mais vida útil a peças que custaram tão caro para os animais. Ao mesmo tempo, é uma boa alternativa para encontrar itens únicos e realmente exclusivos.

Deixe um comentário

x